ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUARTA  15    CAMPO GRANDE 30º

De olho na TV

Migração congestiona dial do campo-grandense

Por Reinaldo Rosa | 29/04/2019 15:31

MAIS COM MAIS – Migração de emissoras de AM para a faixa de FM ‘congestionou’ o dial campo-grandense. 17 emissoras disputam, a cada hora, a atenção dos ouvintes; algumas fazem da mistureba tática como forma de agradar e fidelizar a audiência. Tudo num só canal.

NA REDE – TVE Cultura inclui o esporte como parte da bússola como parte de sua programação. Neste final de semana, sem concorrência televisiva, transmitiu ao vivo as finais 1ª Etapa do Estadual de Vôlei Feminino, direto na praça esportiva Belmar Fidalgo.

DE MS PARA O MUNDO - A competição reuniu 85 duplas e a jornada teve a narração de Eva Regina, do ‘Giro do Esporte’, reportagem de Leonardo Lima e comentários de Gabriel Braite. A transmissão via satélite –com som e imagem digitais- recebeu mensagens de espectadores do Mato Grosso, Rio de Janeiro e Paraná durante os trabalhos.

ESCOLA – TV Morena continua sendo porta de entrada para iniciantes no jornalismo da emissora. Caras novas têm aparecido no vídeo com desenvoltura própria de quem tem promissor caminho a seguir.

SÍNTESE - Ministro da Infraestrutura é o entrevistado desta segunda-feira no ‘Roda Viva’, na TVE Cultura. Inúmeros os desafios para o setor de Infraestrutura serão debatidos na entrevista ao vivo do programa com o ministro Tarcísio Gomes de Freitas.

ISONOMIA - Globo quer diminuir, em até 20%, valores de clubes que assinaram com outro canal de TV paga (Esporte Interativo). Emissora não admite que o atual campeão nacional ganhe mais que outras agremiações que não assinaram com a concorrente.

COMIGO NÃO - O Palmeiras não aceitou imposição de redutor no contrato de TV aberta imposto pela Globo. Diretoria do Verdão acredita ser punição por ter assinado com a ‘Esporte Interativo’ da TNT.

DÁ OU – A dura e difícil vida com o streaming provocaram medidas enérgicas na questão salarial entre rede Globo e seus contratados. Selecionado grupo (da dramaturgia e departamento de esportes) tem salários que ultrapassam a três dígitos.

DESCE – Galvão Bueno, Faustão, Fernanda Montenegro, Tony Ramos, são alguns dos poucos profissionais que atingem essa marca. Mariana Ferrão, Otaviano Costa, Cris Dias e outros não aceitaram redução salarial e deixaram a emissora. Simples assim.

MEIO CHEIO MEIO VAZIA – Comentam que “a Globo teve prejuízo avaliado em meio bilhão de reais” deixando felizes que não gosta da emissora. Deve se considerar que ela deixou de faturar (o tal montante). Isso não quer dizer que ela tenha aplicado um bilhão e recebido apenas meio de volta ao caixa.