ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  05    CAMPO GRANDE 25º

De olho na TV

Minissérie deve abrir mente de quem desconhece a ditadura

Por Reinaldo Rosa | 27/03/2017 10:40

A DIREITA VOLVER – No ‘Tribuna Livre’, da FM Capital, mestre Sérgio deitou falação sobre inconsequência, de alguns, pela volta da ditadura militar. Para quem não sabe o que é regime de exceção, a Rede Globo acena com a minissérie ‘Os dias eram assim’. Livre para todas as idades.

NÃO É BEM ASSIM – No mesmo ‘Tribuna’, o deputado estadual coronel David (PSC) confessou-se fã e seguidor dos ideais do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ). “A ditadura militar está fora de cogitação”, ressaltou. Só deseja comportamento menos brando aos que considera foras das leis democráticas.

FOI BEM – O ‘MS Urgente’ dá sequência lógica ao ‘Brasil Urgente’, da Band (SP), na TV Interativa. Sem o ‘Shopping da Cidade’, emissora consegue manter sintonia de loucos por notícias policialescas locais. Acertou na medida.

OUTRA BOA – A TVi, aos poucos, vai consertando sua grade. O ‘Canal Livre’ logo após o ‘Pânico’ era desejo antigo de interessados por assuntos nacionais. Difícil é segurar este público com as loucuras da turma das ‘paniquetes’ como ‘escada’.

DOIS GIROS – A partir desta segunda, estreou novo horário do nosso noticioso ‘RC 360’, na rádio Cultura AM; entre 7h30 e 8h30. Arthur Mário considera que “A meia hora final atrai ouvintes das concorrentes”.

CORINGA NA MANGA – Rádios comunitárias apresentam ‘talentos’ de todos os tipos. Escalada nesta faixa proporcionou mandatos a vereadores que, mesmo não reeleitos, conseguiram a tão desejada boquinha no serviço público.

FILHOS DA PAUTA – Terceirizada da Prefeitura de Campo Grande pode complicar transparência da atual administração Trad. Recebe da contratante e não repassa em dia aos funcionários. Pauta permanece muda e calada em rádios e retransmissoras de TV locais.

PATERNALISMO CONTÍNUO – O especial ‘Inspiração’ vai abrir a temporada 2017 do “Caldeirão do Huck”. O programa será exibido no próximo sábado e contará a história de cinco personagens brasileiros que dedicam sua vida ao altruísmo. Informa Ricardo Feltrin, no Uol.

VÁ AO TEATRO – Sucesso de público na Argentina, há dez anos, o ator e diretor Odilon Wagner dirige Tânia Bondezan na comédia ‘Como ter sexo a vida toda com a mesma pessoa’, de Mônica Salvador. Em cartaz há dois anos em São Paulo a peça viajou por várias cidades do país e será encenada em Campo Grande no Teatro Glauce Rocha em oito e nove de abril. Produção Jamelão e Pedro Silva Promoções.