A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Março de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


09/06/2014 10:09

Perguntas e respostas

Reinaldo Rosa

VC NA COLUNA – “O colunista Reinaldo Souza Rosa está equivocado! Ao contrário, dois recentes ofícios encaminhados para a TV Guanandi e para o SBT/MS exigindo respeito dessas empresas ao Registro Profissional do Radialista (DRT) comprovam a posição do Sintercom/MS e seu diretor-presidente, Lúcio Maciel. Quanto ao descumprimento da legislação especificamente na empresa Canal do Boi, o Sintercom/MS acionou o Ministério Público do Trabalho e encaminhará aquilo que for dirimido nas negociações entre as partes ora envolvidas. Os documentos serão enviados via e-mail para o titular da coluna”. Sindicato dos Radialistas (via FB).

VC NA COLUNA II – “Eu me espantei quando vi a coluna do Reinaldo fazendo aquela afirmação, pois sei da "briga" que o Lucio já tinha dado com os políticos/radialistas, como por exemplo, o deputado Marquinhos Trad, pois o legislador é contra a exigência da formação em comunicação para trabalhar na área. À época, o irmão de Marquinhos, Fábio Trad, era presidente da OAB, e o Lucio questionou o deputado, em um programa de rádio, perguntando se o irmão dele aceitaria um leigo exercer a advocacia, sem ter passado pelo banco de uma faculdade. Infelizmente, hoje vivemos um período de ataques por parte de pessoas que se dizem "jornalistas", mas que trabalham em prol de um grupo político. O pior é que não podemos rebater o que eles dizem, pois existe um monopólio da mídia em nossa capital. Lamentável. Creio que um dos motivos dos ataques contra o presidente do Sintercom seja porque "comprou briga" contra políticos que pensam que mandam na Capital e no Estado”. (Sérgio Maciel)

R DO R – Em conversa informal com o titular da coluna, Lúcio Maciel, presidente do Sindicato dos Radialistas, comentou (em resumo) sobre impossibilidade de medidas restritivas – por parte do Sindicato dos Radialistas - a inabilitados locadores de espaço em emissoras de rádio e televisão. Informou que, com participação da OAB/MS, tentaria reverter a situação e, na ocasião, solicitou sugestões para elaboração do futuro documento. A liberdade de expressão, cláusula da Constituição Federal, é o dispositivo que torna infrutífera qualquer medida contra o fato por parte de entidades sindicais.

R DO R II – O comentário constante da coluna de sexta-feira referia-se àquele contato (sem fazer a devida distinção) pela informalidade do contato de então. Este espaço do Campo Grande News sempre esteve –e está- aberto a manifestações do Sindicato dos Radialistas (ver postagens anteriores) bem como de ouvintes e telespectadores. O titular da coluna não trabalha em prol de grupo político ou patronal. Apenas opina sobre o que vê e ouve nos veículos de comunicação; sem negar voz ao contraditório.

CHUVA NO MOLHADO – Boa matéria do Fantástico mostrou o que a maioria da população tem conhecimento. A se lamentar foi a deturpação da poesia de Drumond de Andrade; empreiteiras que financia eleitos, que contratam empreiteiras, que superfaturam obras pagas por quem elege. A ‘investigativa’ da emissora mudou apenas as moscas.

VAI PASSAR – Em semana de abertura da Copa Fifa, o Manual de Eleições Brasileiras, do programa da rede Globo, vai cair no esquecimento; mais rapidamente do que outras reportagens também contundentes. Apontadas pela mídia, uma tragédia anula outra.

Radiojornalismo parado no tempo e no espaço
VERDADE DE CADA UM – Radiojornalismo de Campo Grande parou no tempo e espaço; grade criada – há tempos por alguns – não abandona a rotina. Loucos por...
Mudança da faixa AM para FM agita mercado radiofônico
MUNDO PEQUENO – Com o ‘estreitamento do mundo’ pela internet, sucessores de rádio de Campo Grande dirigem a emissora a partir de cidade americana. Mo...
MS no Rádio ajuda emissoras na cobertura oficial
NAS ONDAS DO RÁDIO – O projeto ‘MS no Rádio’ – com estúdio sediado na Secom (Subsecretaria de Comunicação) – divulga ações e serviços do Governo do E...
Diploma não supera talento do pessoal 'das antigas'
VEJA BEM – Maioria esmagadora dos comunicadores do Brasil surgiu em consequência do puro – e reconhecido – talento de quem se atirava na comunicação....



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions