ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SÁBADO  05    CAMPO GRANDE 22º

De olho na TV

Pitágoras e o futebol sul-mato-grossense

Por Reinaldo Rosa | 28/01/2019 17:20

GOLS CONTRA – Nem Pitágoras entenderia a equação que rege o futebol sul-mato-grossense; anda e para é uma constante. Um ano inteirinho para organizar estádios; verificação de condições de segurança; de gramados e acertos de infraestrutura. Segunda rodada e temos a suspensão de três jogos. Organização é isso. Mais uma eleição do atual presidente da FFMS é certa.

OLHOS DE ENXERGAR – É grande o número de torcedores ‘dando like’ em transmissão de futebol via web. Na falta de canal radiofônico tradicional a empolgação dos locutores mudou de endereço. E o crescimento parece certo.

NEM TANTO AO MAR – Caneta Bic, bandejão em restaurante de parede amarela e operação no Hospital Albert Einstein.

PERGUNTAR NÃO OFENDE – Transmissão direta do futebol local, pela TV Morena, aumenta ou tira os torcedores dos estádios?

PEGA LEVE – Vai bem. Programação musical da Difusora Pantanal FM 101,9 acertou na medida ao puxar de volta sucessos sertanejos não executados pela concorrência. O pesado noticiário policial também recebe boa avaliação por sua leveza das trágicas informações.

RESTRITO – Universitários do curso de comunicação têm pouco acesso aos microfones da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Maior espaço dado ao radiojornalismo é composto por informes diretos de agência oficial, de Brasília. Simples assim.

VAI VENDO – Enquanto o esporte continua esnobado por emissoras de rádio de Campo Grande, nas retransmissoras de TVs ocorre o inverso. Nesta segunda-feira estreou o ‘Os Donos da Bola’, na TV Interativa. Com anunciantes apostando na nova atração.

MAIS DO MESMO - Acontecimentos trágicos como o de Brumadinho merece toda a atenção da mídia – em todas suas formas-. O senão fica por conta do exagero de espaço destinado pelas emissoras de TV, mesmo fora de seus tradicionais jornais diários. Difícil encontrar informações diferentes a de outros canais.

AÍ VEM ELE – Fácil apostar que o programa comandado por José Luis Datena ficará todo o tempo focado nos acontecimento de Brumadinho. A conferir.

VC NA COLUNA – “Os programas policiais vespertinos representam com razão a pior face do jornalismo da televisão. Muitas vezes irresponsáveis e sensacionalistas na busca pela audiência, ou atuando como ‘justiceiros’, como se fossem polícia ou Justiça, apresentadores deste tipo de programa se tornaram celebridades, ficaram ricos e, não raro, ingressaram na política”. Maurício Stycer

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário