A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


11/08/2017 11:35

Radialista histórico perde espaço com mudança para FM

Reinaldo Rosa

TRAGICOMÉDIA – Foi pro brejo. Na tal reformulação 'com objetivos mercadológicos' na sexagenária Rádio Cultura AM (agora FM), Brejinho perdeu lugar. Sertanejo e cotidiano da vida sul-mato-grossense foram trocados por mensagens e sons gospel. Siga a vida.

POR DECRETO - Cezar Roriz e Eva Regina foram alvos de Moção de Congratulação com o 'Giro do Esporte', pela Assembleia Legislativa de MS. Esporte amador e profissional focalizados com muito 'amor à arte' em programa de excelência há seis anos no ar na TV Educativa.

FARINHA PRA ESTANCAR A FERIDA - Rádio de Imperatriz (MA) colocou no ar, por duas vezes numa manhã, a música 'Solidão' de João Figar. Para programadores de emissoras sul-mato-grossenses "esse cantor já ouvi falar, mas não conheço". Santo de casa.

FORA DE CATALOGO – Apresentador sóbrio, sem querer sobrepor-se às atrações que apresenta. É Marcus Barão no 'MPB do A ao Z', na 104 FM Educativa; indicado para quem busca qualidade nos poucos espaços do dial de Mato Grosso do Sul. Uso sem moderação.

TEM JEITO NÃO - O Código Brasileiro de Telecomunicações proíbe políticos de exercerem cargos de direção ou gerência em concessionária de serviço de radiodifusão. Na Comissão Mista do Congresso foi excluída a proibição. Presidente Temer vetou. Surgiu, então, o político laranja empresário de radiodifusão. Simples assim.

MAIS PRÓXIMO DO OUVINTE - Concessões de radiodifusão exigem pluralidade e diversidade no conteúdo da programação das emissoras. Sem fiscalização do Ministério das Comunicações a atividade transforma-se em terra de ninguém.

ORA A LEI - A Constituição coloca barreiras na veiculação de conteúdo unificado em todas as regiões brasileiras, para garantir produção local e diversificada de conteúdo. Rede de rádio, com sede em Campo Grande, retransmite a mesma grade de programação. Só mudam os 'nossos comerciais'.

É NÓIS - Contratos entre matrizes e afiliadas de TVs driblam as regras sobre a quantidade de geradoras de sinal por empresa de televisão. Cinco por proprietário em todo o País e, no máximo, duas por Estado. Igreja do pastor Romildo Rosa Soares é proprietária do SBT/MS, TV Interativa, RIT, de Dourados, e por aí vai. Jesus na causa.

NA CARTA CAPITAL - Ministério das Comunicações não estabeleceu regulações a respeito da propriedade por pessoas físicas e jurídicas. Há casos de pessoas e empresas que extrapolam o limite do decreto, controlando mais de cinco geradoras nacionalmente e mais de duas por estado.

NADA MAIS QUE A VERDADE – No fio da navalha, na defesa do defensável e do indefensável. Ossos do ofício de advogados. Cumprimentos da Coluna pelo dia de hoje.

ONDE ANDAM – Cláudio Prates, Paulo Gê...

VC NA COLUNA – "Uma análise macro com precisão cirúrgica por Reinaldo Souza Rosa" (Julio Cotting)

TV Morena turbina divulgação de ação social
BASTIDORES – Reunião entre Fiems e TV Morena resultou em maior empenho desta na promoção social da entidade. Resultado: 2ª edição do 'Ação Cidadania'...
Vendedores de anúncio voltam a ter espaço em rádios
E AGORA – Quase extintos, antigos vendedores de espaço publicitários em rádios estão de volta. Migração de AM par FM deixou menor a fatia do bolo de...
Mudança para FM pode não ser salvação das rádios
MEXA-SE – Transposição de faixa de AM para FM mostra nem tudo ser flores em objetivos incansavelmente buscados. Emissoras descapitalizadas e poderes ...
Falta sintonia com ouvinte na migração do AM para FM
RÁDIO PORTÁTIL – Decantada cantada em prosa e verso, a tal migração de Amplitude Modulada para Frequência Modulada ficou fora da sintonia do ouvinte....



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions