ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 28º

De olho na TV

Rádio nacional cita bordão criado em MS

Por Reinaldo Rosa | 26/07/2019 12:57

MEXERICOS – Na Band FM (SP) Reinaldo Azevedo abordou comentários de Sérgio Moro listando autoridades supostamente hackeadas; considerou o ministro como “Candinha”. Imortal criação do paulistano que optou viver por Mato Grosso do Sul, Josino Teodoro, para a ‘Revista do Rádio’.

MEXERICOS 2 - “Todas as especulações a respeito de mudanças no Sistema Globo de Rádio são inverídicas; CBN e rádio Globo seguem no ar”. Comunicado da assessoria do Grupo Globo sobre notícias que CBN e Globo FM, futuramente, seriam substituídas pela Globo News e Multishow FM.

A MISSÃO – Com retorna de viagem ao Chile, Lívia Machado volta a completar o quadro do ‘Acorda Campo Grande’ pela Globo FM-Campo Grande nesta segunda-feira. Companheira de Joel Silva naquele período, Nádia Nicolau responderá pelo hashtag Globo.

FAÇA O QUE DIGO – Editor de importante telejornal de Mato Grosso do Sul solta apresentadora na ladeira e o ‘contraponto’ não é levado em consideração. Dica básica (primaríssima) para evitar que âncora não dê as costas para o telespectador ao anunciar reportagem. Simples assim.

FOI BEM – TVE Cultura acertou na medida; transmitiu ao vivo as ações da 71ª Reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência que termina neste sábado. Equipe comandada por Cesar Roriz e o jornalista Bosco Martins colocou em prática os novos equipamentos da emissora.

REPLAY – ‘Festival de Inverno de Bonito’ também terá especial atenção por parte da direção da emissora do governo do Estado.

VC NA COLUNA – “Novelas da Globo já estao difícil de acompanhar. Só patifaria, traição e muita coisa errada. Mostrando que e tudo normal, destruindo famílias e cenas que impossiveis de assistir com criança na sala”. Jimmy W.

NÃO PODE - Sem avisar a Globo, Dony De Nuccio assinou um contrato com a Bradesco Seguros e se tornou o rosto do banco em vídeos para treinamentos de funcionários. A atitude do apresentador do ‘Jornal Hoje’ é considerado violação ao Código de Ética e Conduta do Grupo Globo, distribuído aos funcionários. Levou bronca. Claro.