A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Julho de 2019


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


12/07/2019 13:56

Vale tudo pela audiência nas rádios da Capital

Reinaldo Rosa

A LÍDER – Corrida pela liderança da audiência radiofônica em Campo Grande provoca de tudo. O quesito ‘qualidade’ é regra seguida ao sabor de objetivos dos dirigentes nem sempre tem a melhor consideração. Digamos assim.

ABAIXO DA CONCORRÊNCIA – Pesquisas sobre programações radiofônicas na Capital morena escondem os bastidores dos departamentos comerciais em busca de anunciantes. Valores –já considerados baixos- sempre podem ficar menores ainda após conversas entre as partes.

COM QUEM ANDAS – As primeiras colocações de pesquisas divulgadas podem ser avaliadas quanto à qualidade das programações diárias das emissoras. Avaliando-se o item “qualitativo” dos anunciantes sabe-se quem –e porque-, merece o destaque conquistado na consulta.

TEM FESTA – TVE Cultura imprime convites para comemorar o aniversário do ‘Giro do Esporte’, líder do horário, de segunda a sexta-feira. Jornalista Bosco Martins abrirá as portas para receber selecionado grupo interessado nos bastidores do pouco divulgado esporte de MS.

LA NAVE VA – Tendo a ‘exclusiva’ como objetivo, Mauro Naves está de fora da Globo. Deu o telefone do pai de Neymar para os advogados de Nájila Trindade e a ligação caiu na secretária do RH da emissora.

O PORQUÊ - A Rede Globo emitiu uma nota oficial comunicando o desligamento, de forma consensual, do repórter de suas funções na emissora após 31 anos de serviços prestados. “O Grupo Globo reconhece a imensa contribuição de Mauro Naves ao jornalismo esportivo e a ele agradece pelos 31 anos de dedicação e colaboração” informa a lacônica nota da emissora.

QUEM SABE – Profissional dos mais bem avaliados, Mauro Naves já tem ‘namoro’ da rede Band (SP). Outro jornalista defenestrado após incômodas avaliações (para a empresa), Professor Marco Antonio Villa tem estreia agendada para esta segunda-feira na Rádio Bandeirantes.

SEM IDEOLOGIA – Bajuladores dos poderosos de plantão, órgãos de comunicação colocam jornalistas em estado de refrigeração. Paulo Henrique Amorim, Marco Antonio Villa, Rachel Sheherazade, experimentaram –todos pela mesma razão- o doce sabor de quem tem a estranha mania de ter opinião própria. Simples assim.

ALÉM DE RÁDIO – CBN dá mostras de que o rádio –no papel de equipamento social- tem algo mais a oferecer a seus ouvintes. Hoje acontece a palestra ‘Conflito de Gerações’ com o sociólogo Mário Sérgio Cortella, no Diamond Hall, em Campo Grande. Aviso aos navegantes: lotação esgotada. Aos atrasados, sorry.

Com sindicato, emissora faz campanha fora de hora
EXTEMPORÂNEA – A ‘TV Interativa’ inova no jornalismo ao colocar na pauta espaço (em produção de qualidade duvidosa) para mensagem da Fetems. Propagan...
Os agrados do SBT aos governos
A ESCOLHA – O entra e sai dos governos é seguido por demonstrações de apreços –nas mais variadas formas- por parte de dirigentes da comunicação. O se...
Beijos e abraços dão audiência?
EXCLUSIVO – O ex-deputado federal, professor Bem Hur Ferreira, está com um pé fora do ‘Tribuna Livre’, da Capital FM. Levado por outras atividades pe...
As aventuras das rádios que "tocam" notícia
DINHEIRO PELA JANELA – Um dos principais nomes da comunicação de Mato Grosso do Sul, o inesquecível Jorge Zahran sabia o que queria. E o que não quer...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions