ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 14º

Em Pauta

A menopausa é cheia de mitos, mas nada tem de misteriosa

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 01/06/2022 07:41
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

O que acontece no corpo da mulher para que se produzam tantas mudanças durante a menopausa? Os dois hormônios que o ovário produz - progesterona e, sobretudo, o 17 beta estradiol, que é o estrogênio mais abundante - tem receptores em todo o corpo feminino. Há muito se conhece o papel que esses dois hormônios jogam para conseguir um óvulo maduro. Mas além de participarem decisivamente na produção desse óvulo maduro, eles têm papel importante no cérebro, nos vasos sanguíneos, nos ossos, na pele.... enfim, em todos os órgãos e sistema do corpo da mulher. Então, como acontece um cessar abrupto na produção desses dois hormônios na menopausa, todo o organismo se recente dessa falta.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

É inevitável engordar depois da menopausa?

Se não tiver muita atividade física, a mulher engordará inexoravelmente. Os estrogênios aumentam o gasto energético, com seu desaparecimento, elas têm um excesso de energia acumulada. É por isso que elas devem passar a comer menos (lembrem-se que comida é igual a energia). E tem mais. O sistema nervoso central tem muitos receptores de estrogênio. Como nada mais tem a fazer devido à falta de estrogênio, o cérebro passa a ter mudanças. Uma delas é no apetite. É certo que as mulheres depois da menopausa tem mais apetite. E pior, o apetite por comidas que mais engordam é crescente.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Já não há muitas dúvidas quanto à terapia de substituição hormonal.

Até há pouco haviam muitas dúvidas sobre a grande alternativa para evitar os problemas pós-menopausa. O medo do câncer impedia o avanço dessa saída. Esse tratamento de substituição hormonal pode ser feito via oral, transdérmica ou vaginal. As mulheres não terão as mesmas quantidades hormonais como na época fértil, antes da menopausa, quando os níveis hormonais subiam e desciam. Mas terão os mesmos níveis de quando iniciavam um período menstrual. É o suficiente mais prudente. E menos perigoso. Basta para solucionar todos os problemas da menopausa.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

A substituição hormonal é eficaz?

A quase totalidade dos melhores médicos no mundo dão uma resposta conclusiva a essa indagação pertinente: "um rotundo sim". Mas alertam que podem existir contraindicações para algumas mulheres. Aquelas que têm familiares com histórico de câncer de mama não devem realizar a substituição hormonal. Também não devem optar por esse tratamento aquelas que têm problemas de coagulação.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Dificuldades com o sono.

A menopausa é um período longo na vida das mulheres que lhes dificulta o sono. Não dormem ou o tempo de sono é irregular. Não poder descansar é uma autêntica enfermidade. E problemas do sono está diretamente relacionado à diabetes, outros transtornos metabólicos, despertar frequentes com sufoco. É provável que o hormônio que mais ajude no sono seja a progesterona. A maioria das mulheres que fazem a substituição hormonal após um mês ou dois, já sentem um sono bem melhor. O mesmo acontece com a irritabilidade. Será que existe alguma mulher que não foi chamada de louca no início da menopausa?

Nos siga no Google Notícias