A notícia da terra a um clique de você.
 
04/03/2018 08:18

Melhores países para ser patrão de si mesmo

Mário Sérgio Lorenzetto
Melhores países para ser patrão de si mesmo

É o desejo de muitos: trabalhar por conta própria, largar a rotina diária e, de preferência, trocar o escritório por uma cafeteria. Ser freelancer exige um bom planejamento e nem sempre é uma decisão fácil de tomar, requer coragem e ponderação.

1. Hong Kong. É um dos maiores "hubs financeiros", local de imenso aporte de dinheiro. É considerado por todos como o melhor lugar do mundo para viver se quiser ser dono do próprio "nariz". De acordo com o ranking da Expert Market, têm o melhor transporte público, excelente ligação com a internet, quase ausência de impostos. Só não vai bem na listagem de cafeterias.

Melhores países para ser patrão de si mesmo

2. Estados Unidos. O país têm índice de 559 pontos de wifi grátis, o que facilita imensamente o trabalho à partir de qualquer lugar. Os impostos individuais são razoáveis e as cafeterias também. Todavia, o transporte público é ruim.

Melhores países para ser patrão de si mesmo

3. Coreia do Sul. Seul e Busan estão bem posicionadas no índice de custo de vida. O país têm bom acesso a crédito rápido e internet. Os café são péssimos e o transporte público razoável.

Melhores países para ser patrão de si mesmo

4. Emirados Árabes. Ruim em todos os quesitos. Imbatível em apenas um: não há imposto sobre a renda. É o único país do mundo onde não se cobra de pessoas físicas. Tomou a quarta posição da Inglaterra.

Melhores países para ser patrão de si mesmo

6. Espanha. O acesso ao crédito, os transportes, o wifi e as cafeterias são apontados como fatores decisivos para escolher esse belo país.

Melhores países para ser patrão de si mesmo

7. Nova Zelândia. Sua insígnia é: "o país com a menor burocracia do mundo". É ótimo para iniciar um negócio próprio. Boa internet e café barato, completam os itens favoráveis a esse distante país.

Melhores países para ser patrão de si mesmo

8. Estônia. O transporte barato é o principal item para transformar a Estônia em um país fácil de viver e ter negócio próprio, principalmente se necessitar fazer muitas viagens dentro do país. Mediano nas demais condições.

Melhores países para ser patrão de si mesmo

9. Bulgária. É a grande surpresa do novo ranking. Café barato e impostos baixos são os dois fatores apontados para transformar esse país do leste europeu em um bom lugar para abrir negócio próprio.

Melhores países para ser patrão de si mesmo

10. República Tcheca. Tem uma boa pontuação geral em todas as categorias, o que a torna em um lugar atrativo para criar o próprio trabalho.

Melhores países para ser patrão de si mesmo
Melhores países para ser patrão de si mesmo

Brasileiros são estrangeiros que mais compram casas em Portugal.

As imobiliárias portuguesas já vinham alertando para a nova onda de brasileiros comprando casas em Portugal. No ano passado, a tendência aumentou consideravelmente, ganhou escala. Foi o investimento brasileiro o que mais cresceu, representando 19% da compra de casa por estrangeiros. Passaram a disputar esse mercado com os franceses, mas em regiões diferentes. Os brasileiros compram casas em Lisboa e no Porto, franceses, no Algarve. Depois de brasileiros e franceses, as aquisições de casas são disputadas por chineses e britânicos. As entidades portuguesas afirmam que esse mercado cresceu 25% no ano passado, em comparação com 2016. Uma explosão.
As causas de tantos brasileiros adquirirem casas portuguesas são as vantagens para adquirir visto gold - com 500 mil euros investido em uma casa, o brasileiro têm visto permanente. A segunda motivação dos brasileiros é sair de Miami após a vitória de Trump. A terceira é o receio do futuro. Temem a possível vitória de Bolsonaro nas eleições de outubro. Medo antecipado. Além das pesquisas do Ibope e Datafolha, deveríamos observar as aquisições de casas em Portugal, a esquerda rica e deslumbrada está migrando para nossa ex-metrópole. Portugal é o único país do ocidente europeu onde os comunistas estão crescendo. Será que não dá para reduzir os 500 mil euros para 50 mil? Talvez aceitem trocar sítios no Brasil por apartamentos em Lisboa.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.