ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 31º

Em Pauta

Por que nunca comemos tão pouca carne e exportamos muito

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 21/06/2021 07:05
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

A carne bovina sumiu do prato do brasileiro, é o que mostra os dados da Conab. Ao mesmo tempo, os produtores brasileiros de carne nunca venderam tanto para fora. Essa combinação de movimentos está ligada quase totalmente à dinâmica internacional de carnes, marcada neste ano ao início da recuperação da economia nos países ricos.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

31% é a queda no consumo dos brasileiros.

Nunca se viu nada parecido. A queda na venda de carnes no Brasil chegou a estratosféricos 31%. Observem estes números: na recessão, de 2014 a 2016, cada brasileiro consumia, em média, 38,3 quilos de carne por ano. Era uma queda histórica, ninguém imaginaria que seria possível um consumo ainda menor. Ano a ano, a redução no consumo de carne bovina foi acelerando. Raras subidas ocorreram. Em 2021, a estimativa feita com os dados dos primeiros meses do ano, esse número chegará a 26 quilos de carne por ano.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade



Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Cai a renda do brasileiro e aumenta o preço da carne.

A queda no consumo dessa proteína também está vinculada à queda na renda do brasileiro. Ao mesmo tempo, ocorreu o aumento do preço da carne.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade



Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

O absurdo aumento do preço.

Entre as peças de carne que mais subiram, estão músculo, costela e patinho. A carne de porco também teve alta significativa, de quase 32%.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade



Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Por que a carne está mais cara.

Menor produção de bezerros, custo de produção maior por causa da estiagem, determinaram a redução no abate de bovinos. O aumento da soja e do milho, essenciais na produção de bois gordos, também está sendo determinante para o aumento do preço. Essa equação de aumento da carne fecha com a alta do dólar. Com mais carne indo para o exterior, a quantidade de carne para consumo interno caiu muito.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Primeira vez que venderam mais de 3 milhões de toneladas.

Em 2021, o Brasil exportou a maior quantidade de carne entre janeiro e maio. Foi a primeira vez que o país vendeu mais de 3 milhões de toneladas. O valor conseguido por essas exportações também bateu recorde: R$ 36 bilhões.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Quem compra a carne produzida no Brasil.

Apesar dos desaforos, o principal destino das carnes continua sendo a China. De janeiro a maio deste ano, nada menos de 26,5% da carne foi para esse país asiático. Em dinheiro, o número é ainda maior: 36% do valor de todas as carne brasileiras para fora.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário