ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 24º

Ensinar Juntos

E então é Natal, época de solidariedade

Por Carlos Alberto Rezende (*) | 25/12/2023 09:00

A principal mensagem do Natal é promover a solidariedade, o amor ao próximo, a generosidade, a gentileza e o compartilhar; é um momento de reflexão sobre valores, tais como respeito, compaixão e tolerância. Além disso, na área educacional, o Natal valoriza a família, a união e o respeito às diferenças culturais; é a oportunidade de cultivar valores importantes e estimular o espírito de bondade e empatia entre os jovens.

Gentileza é uma amabilidade, uma delicadeza praticada por algumas pessoas; a gentileza é uma forma de atenção, de cuidados, que torna os relacionamentos mais humanos, com menos rispidez. Já a generosidade é a virtude de quem compartilha por bondade; um ato de generosidade deve ser feito de forma desinteressada, sem esperar nenhum retorno.

Algumas expressões são essenciais na comunicação cotidiana, pois demonstram respeito, gentileza, generosidade e consideração pelas outras pessoas; elas ajudam a construir relacionamentos positivos e amigáveis. Essas expressões se concretizam com palavras de cortesia e têm uma grande importância na comunicação social, como por exemplo: por favor, obrigado, com licença, bom dia (tarde ou noite).

É vital que nas famílias e nas escolas ocorra a promoção de um ambiente acolhedor e inclusivo, onde as crianças e jovens aprendem a se importar e a respeitar as necessidades e sentimentos dos outros. Além disso, educar com gentileza e generosidade também envolve ensinar sobre a importância de compartilhar e de contribuir para o bem-estar coletivo. É uma forma de estimular o senso de responsabilidade social e de incentivar a prática de atos altruístas. Ao educar, estamos formando cidadãos mais conscientes, solidários e comprometidos com a construção de uma sociedade mais justa e equitativa.

Podemos tentar ensinar gentileza e generosidade de várias maneiras diferentes. Por exemplo:

  • As crianças aprendem muito observando as atitudes e comportamentos dos adultos ao seu redor, o famoso "educar pelo exemplo". Portanto, é importante que os pais, professores e outros cuidadores demonstrem gentileza e generosidade em suas ações diárias.
  • A prática de atividades de voluntariado envolvendo as crianças é uma ótima forma de exercitar a gentileza e a generosidade. Devemos ocupar nosso tempo livre procurando oportunidades de trabalho voluntário na comunidade, como a arrecadação de alimentos para os que têm fome; a doação de sangue, medula óssea e órgãos; visitas a asilos e hospitais; ações de limpeza em espaços públicos etc. É importante o incentivo e a participação nessas práticas para que as crianças se envolvam ativamente nesses movimentos, permitindo que elas experimentem os sentimentos de gentileza, bondade e generosidade na prática.
  • A reflexão e o debate após a realização de atos generosos também é algo muito importante para fazer com as crianças, pois ao estimular esse diálogo de como elas se sentem ao ajudar o semelhante e como isso impactou as pessoas envolvidas, faz com que isso se torne um hábito e uma constante em suas vidas. Encoraje a discussão sobre a importância da generosidade e como essas ações podem melhorar a vida de todos, incentivando as crianças a se tornarem adultos gentis e generosos. Esse é o verdadeiro espírito natalino que podemos viver todos os dias.

Em tempo: que todos e todas tenham um feliz Natal e um próspero, tolerante, produtivo, gentil, generoso e feliz 2024. Boas e caridosas festas!

(*) Carlos Alberto Rezende é conhecido como Professor Carlão.

Nos siga no Google Notícias