A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Março de 2017


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


18/12/2013 07:32

Empréstimo pessoal? Leia primeiro!

(*) Emanuel Gutierrez Steffen

Quem nunca precisou tomar dinheiro emprestado? Bem, acredito que haverá muita gente que não precisou, mas o fato é que é sempre bom estar preparado para este tipo de situação. Veja a seguir algumas dicas para que você, caso necessite, consiga “gastar menos” na hora de tomar um empréstimo pessoal. De todas as dicas, preste muita atenção na última, pois com toda a certeza é a melhor opção, ainda que seja necessário um esforço maior.

1 – Antes de contratar um empréstimo pessoal, organize suas finanças: A maneira certa de contratar um empréstimo pessoal começa bem antes da contratação em si. É preciso colocar em dia o seu controle financeiro para que você saiba se o empréstimo vai gerar um descontrole no orçamento doméstico. A pergunta que deve ser respondida é: “Qual o valor que posso pagar mensalmente para honrar o empréstimo, sem que minhas contas fiquem no vermelho?”

2 – Fuja dos empréstimos “muito fáceis”: Para quem emprestará o dinheiro para você, o maior risco é o da sua inadimplência. É por isso que existe toda aquela burocracia na hora de pedir um empréstimo pessoal, com cadastros enormes, muitas perguntas e uma análise de suas condições e histórico financeiro. Tudo isso para tentar diminuir o risco do “calote”.
Por isso não se iluda, se esta burocracia é menor, como nos casos dos créditos “pré-aprovados”, haverá uma contrapartida: muito provavelmente os juros cobrados serão maiores.

3 – Pesquise, pesquise,pesquise. Lembre-se que comprar um produto financeiro (neste caso, o empréstimo pessoal) é como comprar um produto qualquer. É preciso conhecer muito bem as características do bem a ser adquirido e comparar os preços e condições em diversos lugares.
Infelizmente isso é um ponto muito negligenciado: por comodidade, as pessoas acabam contratando o empréstimo na instituição financeira onde já tem conta, pois é mais fácil e rápido. Mas isso tem o seu preço. Outra dica é buscar instituições financeiras menores que geralmente oferecem juros melhores pelo fato de não possuírem uma rede de captação de dinheiro muito extensa.

4 – Não analise somente os juros cobrados, analise o CET. O CET (Custo Efetivo Total) reúne todos os custos relacionados. Isto inclui os juros, taxas envolvidas, e os tributos. Este indicador é muito mais completo na hora de comparar diferentes opções de produtos financeiros.

5- Não contrate o empréstimo! Esta última dica é meio óbvia, mas é preciso mencioná-la! O ideal mesmo é não contrair nenhuma dívida e pagar tudo à vista. Claro, há exceções (alguns casos de empréstimos de longo prazo ou quando o bem a ser a adquirido será usado profissionalmente, para gerar mais receita), mas a regra geral é: só adquira um bem ou serviço quando tiver todo o dinheiro no bolso! Assim você economiza com os juros e ainda pode pedir um desconto.

E você amigo leitor o que acha? Já precisou de um empréstimo em algum momento de sua vida? Quais os cuidados que você tomou antes de assinar a papelada? Contribua com o seu comentário, pois pode ser útil para mais alguém. Até a próxima!

(*) fonte informações de minhaseconomias.com.br

Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas conseqüências.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen – Criador do portal www.manualinvest.com

O poder do networking na prática
Tanto já foi escrito sobre o poder do networking que fiquei pensando sobre como poderia começar a falar do assunto de forma um pouco menos teórica e ...
Concorrentes e clientes chatos? Agradeça por eles
Dentre tantos aborrecimentos, dois deles, em especial, costumam angustiar a vida de quem tem um negócio próprio. São os concorrentes e os clientes ch...
Animais de estimação: quanto você gasta com os seus?
Hoje o texto é para quem gosta e tem animais de estimação. Quem não tem dificilmente entenderá do que trataremos aqui (desculpe pessoal!), mas quem t...
Quem não agrada um chefe, nunca vai agradar um cliente
Sim, eu sei, o título é generalista. Todos conhecemos ou já tivemos chefes que são intragáveis. Para estes chefes, não importa o que você faça, o ser...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions