A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


05/02/2018 10:30

Foque em multiplicar suas fontes de renda

Emanuel Steffens

Essa pergunta é uma das mais recorrentes entre os leitores: Como conseguir poupar e investir se não sobra dinheiro nem para as despesas do dia-a- dia? Para responder esta pergunta, gosto muito de utilizar uma frase do bilionário investidor Warren Buffet que diz: Se você não achar uma forma de ganhar dinheiro enquanto dorme, você vai trabalhar até morrer. Pode parecer algo muito radical para algumas pessoas, mas acredite, este é o melhor caminho para construir liberdade financeira.

Antes de mais nada, como existem muitos conceitos diferentes sobre o mesmo tema, quero deixar claro qual a minha a definição para liberdade financeira que utilizaremos aqui. Liberdade financeira é o mesmo que abastança. Melhorou? Não muito né!? Sendo objetivo: Se você parasse de trabalhar agora, voluntariamente ou por algum infortúnio, demissão ou problemas com a saúde por exemplo. Por quanto tempo você conseguirá manter o seu estilo de vida ou por quanto tempo manteria o seu padrão de consumo atual? Isso é liberdade financeira. É a capacidade de poder
escolher entre trabalhar ou não.

Este conceito difere da realidade da maioria dos brasileiros, e pode parecer algo muito distante, inatingível, restrito apenas aos multimilionários. Felizmente isso não é verdade. Muitas pessoas já atingiram este objetivo apenas adequando seus gastos, e racionalizando seus investimentos.

Fato é que nenhuma pessoa consegue atingir este estado de liberdade, sem antes construir renda passiva. Se liberdade financeira é a capacidade de poder escolher entre trabalhar ou não, ou ainda a capacidade de trabalhar por prazer e não apenas por necessidade. Isso significa que alguém está trabalhando no seu lugar ou gerando valor para que você não precise mais se preocupar com isso. Este é objetivo da renda passiva.

Quando alguém reclama que não consegue bancar as despesas do dia-a- dia, muitas vezes é porque não se atentou para a construção de fontes de renda alternativas além da sua atividade principal. Essas outras fontes é que vão criar a capacidade de completar seu orçamento pessoal para suprir suas necessidades e ainda fazer sobrar.

Este é o conceito: Multiplicar suas entradas de dinheiro para além do seu trabalho principal. Mas como conseguir isso? Bem, existem muitas histórias de pessoas que atingiram sua liberdade financeira recorrendo aos mais variados tipos de renda passiva.

Algumas pessoas investem em imóveis para aluguel, outras criaram um negócio próprio onde a sua presença constante na empresa não é necessária ao seu funcionamento diário. Existem aqueles que fazem o seu dinheiro trabalhar para eles, investindo seu capital em produtos de investimentos, vivendo da renda (ou dos juros) gerados por ele, descontada a inflação. Neste caso, damos o exemplo de ações pagadoras de dividendos ou FII - fundos imobiliários. Enfim são inúmeras maneiras limitadas apenas a sua criatividade, organização pessoal e
disponibilidade.

Ao longo destes anos estudando diversos autores consagrados no mercado financeiro e no mundo dos investimentos e também vivenciando o tema buscando construir fontes de renda passiva em minha própria vida, cheguei a conclusão de que existem basicamente 3 classes principais de renda passiva.

1. Primeiro trabalhos esporádicos além da sua atividade principal

2. Segundo produtos e negócios que se vendem ou funcionam sem o seu
esforço direto.

3. Os investimentos financeiros que multiplicam o seu capital e lhe proporcionam renda.

1 - Trabalhos esporádicos além da sua atividade principal: O objetivo deste tipo de renda passiva é complementar a sua renda mensal. Com este tipo de renda você pode suprir melhor suas necessidades. O intuito é deixar livre suas próximas fontes de renda que você vai criar para serem reinvestidas integralmente em seus negócios e investimentos. Esta modalidade de renda passiva depende um pouco mais do seu esforço pessoal para ocorrer.

2 - Produtos e negócios de renda automática: O objetivo deste tipo de renda passiva é engordar o seu patrimônio. Este tipo de renda proporciona a venda de seus produtos de maneira total ou parcialmente automática. A característica desta modalidade é a de não depender do seu esforço direto e contínuo para ocorrer. Um
esforço inicial é necessário a sua produção e divulgação, porém a sua comercialização e distribuição são facilitadas.

3 - Investimentos financeiros: O objetivo desta fase é permitir que você comece a desfrutar a liberdade oriunda do seu esforço. Considero este tipo de renda passiva o último degrau de seus esforços. Nesta fase o seus investimentos multiplicam o capital angariado com as fontes secundárias e lhe proporcionam algum tipo de renda. Não é necessário concentrar seus investimentos no mercado financeiro, aliás nem é recomendado que o faça. Você ainda poderá ter os seus negócios, como imóveis para locação por exemplo e também possuir produtos de investimentos que complementam a sua renda mensal. A diversificação possibilita a diluição dos riscos inerentes em cada modalidade de investimentos.

Uma ótima oportunidade que o avanço tecnológico dos últimos anos permite é a utilização de aplicativos de economia compartilhada. Com eles é possível que você utilize bens pessoais para gerar mais renda, como a sua própria casa, um quarto, seu automóvel, e até mesmo suas habilidades pessoais. Existem muitas oportunidades impossíveis de serem elencadas uma á uma aqui. Cabe a você garimpar aquilo que mais lhe convém.

O que é importante que você guarde com este artigo e tenha claro em sua mente é que, para sair da famosa “corrida dos ratos” - aquela situação onde o endividamento cresce proporcionalmente aos rendimentos - é necessário investir tempo e dinheiro na construção de múltiplas fontes de renda e não ficar refém de uma única entrada
de recursos.

Foque em estudar quais os tipos de renda passiva são mais adequadas ao seu perfil e disponibilidade. Comece por uma única atividade, que você possa se empenhar parcialmente ou em períodos vagos e vá aumentando aos poucos sua dedicação. Busque atividades paralelas ao seu trabalho atual e depois procure evoluir e focar em negócios ou investimentos que não dependam da sua participação constante.

É realmente difícil no início, mas saiba que você nunca vai chegar a construir renda passiva que seja relevante, se você não começar em algum momento. Lembre-se: O quanto antes começar, antes conseguirá desfrutar dos seus resultados. Não perca tempo, suas habilidades podem servir para gerar valor as pessoas a sua volta. Se você acha que não possui muitas habilidades, então foque em desenvolvê- las. A chave é gerar valor para as pessoas de maneira recorrente, começando com aquilo que você tem em mãos no momento.

Não se queixe do que não possui, agradeça por aquilo que já tem e faça o seu melhor. Avance! Devagar, mas avançe! A partir do momento que escolhe agir e dá o primeiro passo você estará mais perto da situação que deseja e mais afastado daquilo que não quer mais para sua vida.

Disclaimer: A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

Tabelamentos, soluções mágicas e a ruína da América Latina
Segundo Albert Einstein, fazer a mesma coisa e esperar um resultado diferente é sinal de loucura. Muitos políticos latino-americanos devem ser loucos...
“Justiça social” e o poder estatal
Se você perguntar a dez progressistas o que significa justiça social, você terá dez respostas diferentes. E é assim porque "justiça social" significa...
Pseudointelectuais X Capitalismo
Por que os intelectuais sistematicamente odeiam o capitalismo? Foi essa pergunta que Bertrand de Jouvenel (1903-1987) fez a si próprio em seu artigo ...
O impacto do blockchain na economia mundial
No ano passado, uma das criptomoedas mais conhecidas dos últimos tempos sofreu uma supervalorização, chegando a ser cotada a quase US$ 20 mil. O boom...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions