ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, QUINTA  09    CAMPO GRANDE 21º

Direto das ruas

Funcionários denunciam aglomeração em frigorífico e temem coronavírus

A preocupação com a rotina de trabalho é devido ao novo coronavírus, que tem 19 casos confirmados em Campo Grande

Por Aline dos Santos | 23/03/2020 10:30
Refeitório de frigorifico lotado de funcionários em Campo Grande. (Foto: Direto das Ruas)
Refeitório de frigorifico lotado de funcionários em Campo Grande. (Foto: Direto das Ruas)

Funcionários do frigorífico da JBS, na saída para Sidrolândia, em Campo Grande, denunciam aglomeração, tanto no local de trabalho quanto no transporte para a unidade industrial.

O Campo Grande News tem recebido reclamações desde sexta-feira (dia 20), com relato de parentes de funcionários e trabalhadores. De acordo com as pessoas, que não quiseram se identificar, não houve redução no número de funcionários. O ônibus que leva os trabalhadores viaja superlotado e somente alguns trabalhadores têm  a temperatura verificada com termômetro.

A preocupação com a rotina de trabalho é devido ao novo coronavírus (Covid-19), que tem 19 casos confirmados em Campo Grande. Nesta segunda-feira (dia 23), a JBS repetiu a resposta dada na sexta-feira ao jornal sobre a prevenção à doença.

As medidas informadas pela empresa são: reforço e contínua comunicação sobre medidas de prevenção e cuidado, como higienização das mãos, uso do álcool em gel, distanciamento social e outras recomendadas pelas autoridades da área de saúde como efetivas no controle do contágio.

Além de implantação de rotinas de trabalho à distância, quando possível, e aprimoramento de medidas de controle, saneamento e limpeza em todas as instalações. “Não há nenhum risco para nossa produção ou para nossos produtos”, informa a nota divulgada   pela assessoria de imprensa da JBS.  No entanto, as imagens são de superlotação do ambiente de trabalho.

Mato Grosso do Sul tem 110 frigoríficos, onde trabalham mais de  27 mil pessoas.


Na sexta-feira, dois call centers chegaram a ser interditados pela Vigilância Sanitária por não oferecerem condições adequadas aos funcionários de prevenção ao coronavírus. No entanto, recorreram à Justiça e obtiveram liminar para reabrir, “com operações reduzidas”. Neste caso, decreto da prefeitura de Campo Grande determinou espaçamento de dois metros entre os funcionários.

Direto das Ruas - A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook. Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.