ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 23º

Direto das Ruas

Mato alto encobre ponto de ônibus e facilita invasão de casas, reclama morador

"É um terreno grande, mas nunca vi ser limpo, os vizinhos é que podam as vezes pra poder passar com tranquilidade", conta morador

Por Giovana Martini | 26/02/2021 09:05
Situação de descaso é aparente no terreno do Loteamento Volpe. (Foto: Direto das Ruas)
Situação de descaso é aparente no terreno do Loteamento Volpe. (Foto: Direto das Ruas)

Há pelo menos três anos, os moradores do Loteamento Volpe, região do Universitário, convivem a contragosto com um terreno com mato alto que, além de virar depósito de entulho, dificultar a passagem de pedestres e encobrir um ponto de ônibus, ultimamente tem sido usado por ladrões para facilitar na invasão de residências.

"Ontem mesmo teve movimentação de ladrão", conta André Salles, 27 anos, morador do local. "A vizinha mandou no grupo do bairro, pedindo pra gente sair na rua, porque estavam tentando entrar na casa dela. E na semana passada invadiram outras duas casas", completou.

O problema atingiu até a criançada. "As vizinhas não deixam mais as crianças brincarem lá perto, não sabemos quando um ladrão pode sair de lá".

Entulho despejado em frente ao ponto de ônibus, que nem marcação tem. (Foto: Direto das Ruas)
Entulho despejado em frente ao ponto de ônibus, que nem marcação tem. (Foto: Direto das Ruas)

"É um terreno grande, pode até ser área de preservação, mas nunca vi ser limpo. Os vizinhos é que podam as vezes pra poder passar com tranquilidade, porque ele encobre o ponto", disse André sobre a situação. O supervisor de serviços, que mora na região há dois anos, relatou que a polícia recentemente descobriu um dos esconderijos dos ladrões. "Tem uma casa inacabada lá perto, eles roubavam as coisas e deixavam lá, tinha até colchão pra eles dormirem".

A vizinhança já se organizou para tentar mudar o caso, mas segundo André, sem muito resultado. "Já fizemos reunião, abaixo assinado, mas não vi movimentação da Prefeitura. Em 2019 eles até passaram a máquina por aqui, mas depois disso nada", concluiu.


Legislação - De acordo com o Código de Polícia Administrativa do Município, Lei n. 2909, Artigo 18-A. – Os Proprietários dos imóveis lindeiros a vias e logradouros públicos, são obrigados a mantê-los limpos, capinados e drenados. Parágrafo único. É vedado a utilização de queimadas para fins de limpeza de terrenos previstos neste artigo. Portanto, os proprietários não seguem a legislação poderão ser notificados e multados.

Onde primeiramente o proprietário é notificado para a limpeza do terreno. tendo o prazo de 15 dias úteis para o cumprimento da mesma, após o recebimento e ciência da notificação. Transcorrido o prazo, a fiscalização da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) retorna ao local para vistoria, caso não tenha sido cumprida a notificação, o proprietário então é multado. A multa neste caso varia entre R$ 2.243,00 e R$ 8.972,00.


Direto das Ruas – A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário