A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

25/03/2018 18:38

Morador tem casa furtada e se queixa da demora no atendimento policial

Nenhuma viatura policial ou da perícia foram até o imóvel, setes horas depois da invasão.

Adriano Fernandes
Ladrão levando televisor e objetos roubados de residência. (Foto: Direto das Ruas) Ladrão levando televisor e objetos roubados de residência. (Foto: Direto das Ruas)

Uma televisão no valor de R$ 1,2 mil, dentre outros objetos de menor valor. O prejuízo depois de ter a casa furtada, esta tarde (25) no Bairro Novo Século, só não é maior que a revolta do autônomo Francisco Caetano de Alencar, 50 anos, quanto a demora no atendimento da polícia.

Segundo o leitor, seu imóvel que fica na Rua Orlando Moresche, no bairro, foi invadido por volta das 12h, deste domingo (25). “Ele (ladrão) pulou o portão e invadiu a casa depois de arrombar a janela. De lá, ele levou a televisão e alguns outros objetos que ainda não consegui quantificar”, comenta.

No entanto, a fuga do rapaz, foi registrada pelas câmeras de segurança de uma residência vizinha a do autônomo. Mas a “dor de cabeça” só aumentou, conta o morador. “Ligamos para o número 190 várias vezes para que viesse ao menos uma viatura ou perícia. Mas eles sempre diziam que não tinham viaturas e que era melhor irmos direto à delegacia”, conta.

Já na delegacia, enquanto fazia o registro da ocorrência, a filha do autônomo compartilhou as imagens em rede social. Foi quando uma amiga dela assistiu os vídeos e informou que sabia quem era o rapaz que levava os objetos.

De acordo com o Francisco, antes mesmo do registro da ocorrência eles conseguiram a informação de que o suspeito é conhecido por outros crimes no bairro Cidade Morena e até como chegar a casa do autor.

A família cobra maior agilidade na investigação ou que ao menos uma equipe policial fosse ao endereço pegar as imagens e mais informações, sobre o paradeiro do possível suspeito. 

“Desde a hora do crime estamos aqui de mãos atadas. O máximo que falam é que estão fazendo rondas pelo bairro, mas por aqui não passou uma viatura. Nos ‘lascamos’ tanto para pagar impostos e não ter o direito a um mínimo de segurança”, se queixa.

Até as 19h desta noite, setes horas após a invasão, nenhuma viatura policial teria ido até a família. 

Perícia – Equipes de perícia da Polícia Civil são enviadas a residências furtadas, somente em situações onde o local é “preservado”. Ou seja, o morador não deve arrumar, encostar em objetos e em alguns casos, nem sequer entrar no imóvel se tiver a suspeita de que ele tenha sido invadido.

Questões climáticas como chuvas também podem comprometer os trabalhos. No boletim de ocorrência do furto ao imóvel de Francisco, registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, consta que o imóvel não teria sido preservado.

A reportagem também orientou a família a entrar novamente em contato com a delegacia e enviar as imagens. A Polícia Civil disponibiliza os números dos celulares de plantão das Depac's pelo site. 

No vídeo, momento em que o ladrão é flagrado levando o televisor dentro de um saco.

Assista:

Direto das Ruas - Esta sugestão de reportagem foi encaminhada ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, nosso canal de interação do leitor com a redação.

Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions