ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, DOMINGO  17    CAMPO GRANDE 20º

Direto das Ruas

Mudança em nome de rua prejudica moradores de 6 condomínios

Lei proposta por vereador mudou nome da Rua Rio Claro para homenagear delegado que já dá nome à Acadepol

Por Caroline Maldonado | 24/09/2021 10:56
Em mapa, na internet, ainda consta o nome antigo da Rua Rio Claro. (Imagem: Reprodução/Google Maps)
Em mapa, na internet, ainda consta o nome antigo da Rua Rio Claro. (Imagem: Reprodução/Google Maps)

Moradores de seis condomínios estão revoltados com a mudança no nome da Rua Rio Claro, que agora é Rua Delegado Júlio César da Fonte Nogueira, após lei sancionada em 2019. Os síndicos estão fazendo um abaixo-assinado para desfazer a mudança.

No mapa, ainda consta o nome antigo, mas na consulta do CEP (Código de Endereçamento Postal) houve alteração, que pegou de surpresa os moradores, conforme o síndico do condomínio Ecoparque III, Evilásio Duarte.

“Está sendo um transtorno para todos os moradores dos condomínios. Estamos recolhendo as assinaturas e vamos levar à Câmara Municipal e Prefeitura para reverter isso. Temos, pelo menos, 300 famílias morando aqui na rua que estão sendo prejudicadas”, reclama o síndico.

Lei sobre alteração de nome de rua sofreu várias mudanças propostas por vereadores. (Foto: Henrique Kawaminami)
Lei sobre alteração de nome de rua sofreu várias mudanças propostas por vereadores. (Foto: Henrique Kawaminami)

Mudança - A rua teve o nome alterado depois que o então vereador Wellington de Oliveira (PSDB), o "Delegado Wellington" fez o projeto, aprovado pela maioria dos parlamentares e sancionado pelo prefeito. Os moradores alegam que nem foram consultados sobre a ideia de mudar o nome da rua.

O vereador quis fazer uma homenagem póstuma a um delegado de polícia. Na rua, fica a sede da Acadepol (Academia de Polícia Civil Delegado Júlio César da Fonte Nogueira), que já leva o nome do delegado.

O fato de já existir uma homenagem ao delegado no local, revoltou ainda mais os moradores. "Já tem uma placa ali com o nome do homenageado. Para que mudar o nome da rua. Os vereadores têm coisa mais importante para fazer", reclama a moradora do condomínio Ecoparque III, Marcella da Silva, que enviou a informação ao Campo Grande News pelo Direto das Ruas.

O vereador não precisou da aprovação dos moradores para propor a mudança, porque, em 2019, vereadores conseguiram revogar a lei de autoria de um parlamentar, que exigia a concordância de mais de 60% dos moradores da rua, no caso de alteração de denominação.

A lei de autoria dos vereadores William Maksoud (PTB) e Epaminondas Vicente Silva Neto, o "Papy" (Solidariedade) e o então vereador Odilon de Oliveira Júnior (PSD), revogou a lei do então vereador Eduardo Romero (Rede), que previa a aprovação dos moradores.

Só em outubro de 2020, depois de muitas reclamações, projeto do então vereador André Salineiro, à época do PSDB e, atualmente, filiado ao Podemos, reverteu a situação. Com isso, ficou revogada a lei que prejudicou os moradores. Atualmente, nenhuma rua pode ter o nome alterado sem consentimento de dois terços dos moradores.

Direto das Ruas - Essa informação chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação.

Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário