A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

17/06/2018 17:07

Pacientes com suspeita de fratura reclamam de demora de atendimento

Sesau informou que o encaminhamento direto para realização de raio x acontece quando feridos chegam via Samu ou Corpo de Bombeiros.

Anahi Gurgel
Fachada da UPA Coronel Antonino, em Campo Grande. (Foto: Fernando Antunes)Fachada da UPA Coronel Antonino, em Campo Grande. (Foto: Fernando Antunes)

Pacientes da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Coronel Antonino, em Campo Grande, reclamaram do longo tempo de espera que pessoas com suspeitas de fratura tiveram de enfrentar neste domingo (17). No período da manhã e da tarde foram registrados pelos menos dois casos de quem esperou por horas, sentindo muita dor, para fazer exame de raio x.

Quem entrou em contato com o Campo Grande News foi o mecânico Daniel Alves da Silva. Ele relata que ainda nesta manhã levou seu pai até a UPA, com sintomas de pneumonia e que ele foi muito bem atendido.

“Receberam meu pai com excelência, com prioridade. Mas assim que chegamos em casa meu vizinho veio contar que levou a esposa com suspeita de ter quebrado o pé e ela não recebeu atendimento emergencial”, contou.

O exame raio x da mulher foi feito somente por volta das 15h40 e, ainda assim, em uma hora nenhum médico havia olhado o resultado.

Ele disse ainda que outras pessoas com suspeita de fratura tiveram de esperar no atendimento normal para fazer a triagem, sentindo fortes dores.

“Meu pai recebeu um atendimento ótimo, elogio mesmo, mas é triste ver que com outras pessoas não aconteceu o mesmo”, relatou.

Por meio da assessoria de imprensa, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) informou que quando o paciente procura a UPA por conta própria, necessariamente precisa aguardar pela triagem, quando um enfermeiro vai definir a prioridade e fazer os encaminhamentos protocolares.

“Se realmente for grave, ele será atendido com prioridade. Mas quem faz o diagnóstico e avalia a necessidade de fazer raio x é o médico", complementa.

Geralmente, segundo a assessoria, o encaminhamento direto para realização de raio x ocorre quando o paciente chega à unidade de saúde por meio do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) ou via Corpo de Bombeiros, principalmente vítimas de acidente de trânsito.

"Se o paciente for classificado como amarelo ou vermelho, o atendimento é imediato, mas precisa aguardar ser chamado nos casos de classificação verde ou azul", afirma.

Direto das Ruas – A informação chegou ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions