ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 29º

Economia

A Reinaldo, presidente da Petrobras garante venda da UFN3 ainda este ano

Fábrica de fertilizantes teve obras paralisadas em 2014 e governo do Estado tenta colocar fim ao impasse

Por Adriel Mattos | 26/01/2022 19:16
Reunião foi na sede da estatal, no Rio de Janeiro. (Foto: Divulgação)
Reunião foi na sede da estatal, no Rio de Janeiro. (Foto: Divulgação)

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), recebeu nesta quarta-feira (26) a garantia do presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, de que a UFN3 (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III), em Três Lagoas, será vendida ainda este ano. Reinaldo cumpriu extensa agenda no Rio de Janeiro hoje.

Após a reunião com a diretoria do Grupo Cataratas, que deve assumir a administração do Centro de Estudos e Pesquisas da Ictiofauna Pantaneira, o Aquário do Pantanal, a comitiva sul-mato-grossense foi à sede da Petrobras. Acompanharam o governador os secretários Eduardo Riedel (Infraestrutura) e Jaime Verruck (Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico).

“Apresentamos a importância deste empreendimento tanto para recuperação da economia no município como da autossuficiência que a fábrica poderá trazer em fertilizantes dado que MS é um estado altamente dependente do insumo. Ele nos adiantou que a empresa trabalha para trazer novidades importantes sobre a negociação da fábrica”, declarou o governador.

O megaempreendimento avaliado em mais de R$ 3 bilhões foi paralisado em dezembro de 2014 e desde então a Petrobras busca vender o ativo. A solução para a UFN3 com a retomada da obra e sua conclusão é um ponto de honra e de importância estratégica para o governo do Estado.

Retomada, a UFN3 vai contribuir para redução da importação de fertilizantes. Atualmente, em média, cerca de 85% dos fertilizantes usados no Brasil são importados. A meta do governo federal é reduzir a importação em torno de 60% do insumo.

Nos siga no Google Notícias