ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 28º

Política

Governador vai ao RJ destravar fábrica e discutir obra do Aquário do Pantanal

Secretários Eduardo Riedel (PSDB) e Jaime Verruck irão acompanhar o governador

Por Adriano Fernandes | 26/01/2022 06:30
À esquerda, Eduardo Riedel (PSDB), Reinaldo Azambuja (PSDB) ao centro e o secretário da Semagro, Jaime Verruck à direita. (Foto: Arquivo/MS) 
À esquerda, Eduardo Riedel (PSDB), Reinaldo Azambuja (PSDB) ao centro e o secretário da Semagro, Jaime Verruck à direita. (Foto: Arquivo/MS)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), acompanhado do secretário de Obras e Infraestrutura Eduardo Riedel (PSDB) e o titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Produção, Desenvolvimento Econômico e Agricultura Familiar) Jaime Verruck, viaja hoje (26) ao Rio de Janeiro em busca de uma solução para a retomada e conclusão da obra da UFN3 (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III da Petrobras), em Três Lagoas. O governador também vai em busca de uma definição sobre a concessão do Aquário do Pantanal.

Sobre a UFN3, a comitiva terá uma reunião com o presidente da estatal General Joaquim Silva e Luna e diretoria da empresa para tratar do assunto. O empreendimento orçado em mais de R$ 3 bilhões foi paralisado em dezembro de 2014 e, desde então, a Petrobras busca vender o ativo.

A solução para a UFN3 com a retomada da obra e sua conclusão é um ponto de honra e de importância estratégica para o Governo do Estado. O governador Reinaldo Azambuja destaca a necessidade de se obter avanços na retomada da negociação de venda.

Reparos sendo feitos no Aquário do Pantanal. (Foto: Arquivo/MS)
Reparos sendo feitos no Aquário do Pantanal. (Foto: Arquivo/MS)

"A obra é estratégica para o desenvolvimento do Estado, da geração de emprego e renda no município. Além disso, existe a possibilidade de autossuficiência na produção de fertilizantes com a fábrica operando, diante dos problemas de abastecimento verificados no ano passado", ressaltou. Segundo o secretário de Infraestrutura Eduardo Riedel, o governo do Estado pretende cobrar uma solução para a retomada do empreendimento.

"É um ativo que faz muita falta, não só ao Mato Grosso do Sul, mas para o Brasil, tendo em vista que a planta de Três Lagoas poderia absorver as demandas do agro e adicionar a produção de Nitrogenados à agricultura", comentou.

Reativada, a fábrica vai contribuir para redução da importação de fertilizantes. Atualmente, em média, cerca de 85% dos fertilizantes usados no Brasil são importados. A meta do governo federal é reduzir a importação em torno de 60% do insumo.

Aquário do Pantanal - Ainda no Rio de Janeiro, a equipe de governo vai se reunir com a diretoria do Grupo Cataratas (que também é responsável pelo Cristo Redentor e Cataratas do Iguaçu) para debater a questão do Aquário do Pantanal. O objetivo do encontro é validar ou não o contrato de concessão. Caso não se defina aditivos ao contrato, o Estado poderá assumir a administração até que uma nova empresa interessada passe a administrar a obra. A meta do governo é inaugurar o Aquário até o final de março.

Nos siga no Google Notícias