A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

16/12/2009 11:16

Aécio Neves enviou carta a Lula por fábrica da Petrobras

Redação

O secretário estadual de Desenvolvimento de Minas Gerais, Sérgio Barroso, confirmou hoje que o governador mineiro Aécio Neves escreveu uma carta ao presidente Lula, como cópia ao presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, oferecendo incentivos para construção de uma usina de fertilizantes no estado, a mesma pleiteada por Mato Grosso do Sul.

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, Barroso explicou que a intenção é articular um consórcio para viabilizar a abertura de um gasoduto e assim garantir a produção de uréia e amônia pela Petrobras.

Segundo ele, a parceria pode ser liderada pela Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais, para construiu um ramal do gasoduto Brasil-Bolívia de 817 quilômetros ligando São Carlos (SP) a Uberaba (MG).

Ontem, técnicos da Petrobras chegaram a Três Lagoas, para estudar a viabilidade da instalação da indústria de fertilizantes e conversaram com a prefeita Simone Tebet (PMDB).

Três Lagoas é o município mais cotado para receber o mega investimento de US$ 2 bilhões, conforme o ministro da Agricultura, Reinold Stephanes, e o governador André Puccinelli (PMDB).

Os engenheiros da Petrobras, Paulo Farah e Fernando Lage, fazem parte da área de projetos da nova indústria de fertilizantes da estatal. A equipe, que veio do Rio de Janeiro, fica na cidade até esta quinta-feira (17), enquanto fazem outros levantamentos técnicos a respeito do empreendimento.

Concorrência - Agora, diante da disposição do governo mineiro de bancar o investimento de infraestrutura, avaliado em R$ 1,3 bilhão, Lula teria determinado que a Petrobras aceitasse ouvir o governo mineiro antes de tomar sua decisão, disse o secretário. A reunião para a apresentação de uma proposta do governo de Minas deve ocorrer ainda este mês.

Apesar da pressão mineira na briga pela fábrica, a Petrobras já havia esclarecido que o local a ser implantado o empreendimento já tem de contar com a infraestrutura necessária. "Não deverá ser feito nenhum investimento em infraestrutura para viabilizá-las", reforçou a diretora de gás e energia da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, a quem cabe definir quem será o escolhido.

A diretora afirmou que a Petrobras já começou a preparar o projeto básico da planta. "Vai levar aí um ano para esse estudo ser feito e confirmar a viabilidade ou não desse projeto. Nós estamos considerando duas possibilidades e a tomada de decisão será somente quando vierem os valores posteriores ao projeto básico", esclareceu Maria da Graça ao valor Econômico.

A fábrica de amônia e uréia em Minas Gerais é objeto de discussões desde 2003, segundo o Valor econômico, quando a Fosfértil propôs viabilizar a instalação, mas o desinteresse da Petrobras em construir o ramal do gasoduto comprometeu o projeto.

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions