A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

20/06/2012 16:25

Após um mês, protesto e negociação, cliente consegue trocar geladeira

Elverson Cardozo

Revoltado, consumidor levou eletrodoméstico com alimentos estragados para a calçada da 14 de julho, em frente a Móveis Romera

Após protesto e muita negociação, consumidor conseguiu levar para casa uma geladeira nova. (Foto: Minamar Júnior)Após protesto e muita negociação, consumidor conseguiu levar para casa uma geladeira nova. (Foto: Minamar Júnior)

Final feliz para o consumidor insatisfeito que, revoltado, colocou uma geladeira com alimentos estragados em frente à Móveis Romera, no Centro de Campo Grande. Foi a forma ele que achou para protestar contra a burocracia na troca do produto que veio com defeito de fábrica.

Após 1 mês e 12 dias e quase 48 horas depois de iniciar o protesto, Jander Cláudio Tonon, de 42 anos, finalmente conseguiu com que a fabricante substituísse o eletrodoméstico por outro novo, da mesma marca, a Continental.

A entrega do produto aconteceu no início da tarde desta quarta-feira (20), no depósito da Romera, localizado na rua 13 de maio. O transporte ficou por conta do consumidor, que fez questão de ir ao local conferir o produto.

Cliente ouve instrução de funcionário da Romera. (Foto: Minamar Júnior)Cliente ouve instrução de funcionário da Romera. (Foto: Minamar Júnior)

Agora, depois de tudo resolvido, a “dor de cabeça” virou lição. “Isso serve para mostrar que não se deve pagar nada à vista. Se fosse a prazo tinha resolvido”, disse.

“Tem muita gente na mesma situação”, acrescentou o consumidor, relembrando que o defeito da geladeira prejudicou diretamente 18 funcionários da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo), para onde o eletrodoméstico foi comprado.

A compra para o mês, no valor de R$ 500,00, foi toda perdida. Situação que motivou o protesto, após várias tentativas de contato, sem sucesso, para agendar visita de um técnico à Confederação.

É com a sensação de alívio que o responsável pelo setor financeiro da CBM, Ariel Fernandes Lima, de 30 anos, avalia o desfecho da situação. Ariel, que é estudante de Direito, diz ter conhecimentos da lei, do Código de Defesa do Consumidor e sabia sobre os direitos da empresa, mas revolveu ir até o fim com o protesto para chamar atenção sobre o desrespeito com o consumidor. “Foi um modo diferente de cobrar”, afirmou.

O protesto, declarou, serviu como aprendizado. “É o caso da gente pesquisar outros lugares que atendam de forma mais satisfatória”, disse.

O gerente da Romera, Erico Anibal afirmou que teve de envolver a fabricante para que o problema fosse revolvido. Segundo o gerente, durante toda a negociação a empresa seguiu o que estabelece o Código de Defesa do Consumidor, mas para deixar o consumidor satisfeito, a Continental optou por substituir a geladeira. “Eu não critico o cliente e deixei claro que a todo momento a gente iria resolver”, afirmou.

Protesto na tarde de segunda-feira chamou atenção de quem passou pela 14 de julho. (Foto: Simão Nogueira)Protesto na tarde de segunda-feira chamou atenção de quem passou pela 14 de julho. (Foto: Simão Nogueira)

Protesto - A geladeira - da marca Continental, Frost Free, com capacidade para 403 litros -, custou R$ 1.490,00 e foi pago à vista, junto com outros móveis comprados na mesma rede. O valor total chegou a quase R$ 5 mil.

O eletrodoméstico apresentou problemas no segundo dia de uso. Não gelava. Um técnico chegou a ir até a empresa, mas o defeito persistiu. Depois disso, o gerente da CBM relata não ter conseguido mais falar com a Romera e nem agendar uma nova visita do técnico.

Foi então que resolveu ir, na segunda-feira (18), em frente à loja, na rua 14 de julho, expor o problema a todos que passassem. Os cartazes colados nas laterais do equipamento, que guardava alimentos estragados, pediam a presença da assistência técnica.

“Móveis Romera, estamos esperando a assistência de vocês”, dizia um dos anúncios.



Comprei na Magazine Luiza do Shopping Iguatemi uma geladeira que já veio com defeito.
Eles me orientaram a resolver com a G.E e a GE só pede para aguardar...
A geladeira já deu defeito por 3 vezes, chamei a assitência técnica e nada resolvem. Perdi todos os alimentos; meu marido é diabético e está sendo obrigado a "sair" da dieta, além disso teve que solicitar por 3 vezes ao médico, a remarcação de uma cirurgia por falta de infra estrutura em casa. Exijo que a Magazine Luiza troque o produto!
Josiane
 
Josiane Vasconcelos Carvalho Ramos em 18/07/2013 14:14:01
Ariel, voce conhece a lei, e deve saber que nesse caso é viável entrar com uma ação de indenização e reparação de danos morais e materiais. O consumidor passou muita raiva com a Romera, perdeu os produtos que estragaram, perdeu tempo em ir até a loja, esperou mais 48 horas para ter o produto trocado, e ainda teve que fazer o transporte do produto.
 
VALDIR VILLA NOVA em 21/06/2012 11:13:25
Minha mãe, minha tia e eu demos uma maquina de lavar roupas de presente pra minha outra tia, no outro dia que minha tia havia comprado a maquina comprou uma tv para a mãe dela e qd foram entregar a tv entregaram a maquina junto e só depois de um mes que minha tia recebeu o presente de aniversário dela, que vergonha foi uma burrocracia só, essas lojas que chegaram agora é só pra passar raiva.
 
Simone Pereira em 21/06/2012 10:09:36
Eu estou com grande problema com uma geladeira tambem comprei em Jardim na Pernanbucanas não gelava ai trocarão o motor gelou por 9 dias ai vierão e colorarão gás que disque estava sem agora congela todos os canos atras e a autorizada cortou 2 canos atraz da geladeira por favor alguem me ajuda é da consul!!!!!
 
EUZILENE DA SILVA LARREA em 21/06/2012 10:04:14
JÁ VÍ DUAS REPORTAGENS COM CONSUMIDORES QUE AGIRAM DA MESMA FORMA. ISSO CHAMA ATENÇÃO PARA LOJAS QUE NÃO RESPEITAM O DIREITO DO CONSUMIDOR E TAMBÉM PARA CONHECERMOS QUE PRODUTOS, OS FABRICANTES ESTÃO FAZENDO SEM O MENOR CONCEITO DE DIRABILIDADE. PRATICAMENTE HOJE, OS PRODUTOS DE FABRICANTES DESPREOCUPADOS COM O CONSUMIDOR, SÃO FEITOS PARA ESTRAGAR LOGO. O PROTESTO DÁ CERTO E FAZ UM ESTRAGO.
 
VALTER OLIVEIRA em 21/06/2012 09:39:34
é uma vergonha pro Cliente até parece que não é direito dele, uma humilhação para o cliente e agora um MONTE de gente vai la na Romeira compra pelo ótimo atendimento e dedicação com os seu clientes ¬¬
 
Aline Portilho em 21/06/2012 09:39:23
Que vergonha!!! é preciso fazer um bafão desses p o consumidor ter o seu DIREITO!!! nós pagamos para ter um bem que funcione! é pacabá mesmo!!!
 
Fabiana Rocha em 21/06/2012 09:08:24
É Burrice !! Esse Grupo Gasta Dinheirismo Com Propaganda Pra Depois Um Gerente Ruim de Serviço Fazer Uma CaCa Dessa ?? O Caso Era Simples : Ta Com Defeito , Troca e Passa a Responsabilidade Pra Fabricante. Mas Todas As Lojas Querem Mesmo é Empurrar Produto Defeituoso Nas Pessoas. UM TIRO NO PÉ !!!! Que Esse Protesto Sirva de Lição Pra Essa Loja e Exemplo Pra Nós Consumidores.
 
Gildo Oliveira em 21/06/2012 08:16:32
Parabéns a esse consumidor de coragem... Quem sabe assim, as empresas tenham mais respeito com os consumidores.Porque com certeza esse caso não é um fato isolado isso acontece muito,mas muitas pessoas não tem coragem ou ate mesmo condições de expor a situação e acaba ficando por isso mesmo ou demora séculos para ser solucionado...
 
Tatiana Benites em 21/06/2012 08:06:18
Eita em Ariel, nem terminou o curso de Direito e já está ganhando "questões", vou ter que adotá-lo como advogado, e dos bons.... parabéns pelo resultado alcançado!!!
 
Agenor Barbosa em 21/06/2012 07:47:02
Ridículo que alguém tenha que se expor e humilhar de tal forma para exigir algo que lhe é direito, a empresa deveria ser punida, ou vai continuar fazendo pouco caso dos consumidores
 
Adriano Vargas em 20/06/2012 10:02:18
FAZ TEMPO QUE NÃO TE VIA... QUE SITUAÇÃO HEIN...
 
FABIO FESTI em 20/06/2012 08:10:02
É isso ai, parabéns a este consumidor, que conseguiu solucionar o seu problema.
QUE ISTO SIRVA DE LIÇÃO PARA TODOS OS CONSUMIDORES!!!!
 
JAIME FERNANDES JUNIOR em 20/06/2012 05:54:00
Infelismente na maioria das vezes é só assim que resolve espondo o problema para todo mundo ver, na verdade todo eletro doméstico não precisaria de dois anos de garantia, se é novo e não aguentar dois anos é porque não presta, parabéns a esse cidadão que teve coragem de expor o seu problema com o objetivo de solucionar oseu problema...
 
MARCELO RESQUIM em 20/06/2012 05:02:52
Muito bom, finalmente alguém de coragem.Aconteceu comigo, não foi defeito mas que poderia ter sido uma troca amigável, numa loja de campo grande comprei um not book para presente mas o aniversariante já tinha ganho do mesmo.Fui a loja para trocar, e fui muito mal atendido, o meu jeito de protestar foi decidir não comprar mais nesta loja.
 
JONAS INOCENCIO DA SILVA em 20/06/2012 04:59:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions