ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  20    CAMPO GRANDE 32º

Economia

Arroz atinge variação de 83% nos preços em semana sob risco de racionamento

Pesquisa do Procon Municipal mostra que preço mais alto foi de R$43,90, enquanto o menor preço foi de R$23,90

Por Mylena Fraiha | 17/05/2024 14:17
Equipe do Procon Municipal avalia preço de arroz em mercado da Capital (Foto: Divulgação)
Equipe do Procon Municipal avalia preço de arroz em mercado da Capital (Foto: Divulgação)

Após a recente limitação na compra de sacos de arroz em supermercados da Capital, o Procon Municipal conduziu uma pesquisa de preços para avaliar o impacto nas prateleiras. A ação, realizada entre os dias 15 e 16 de maio, analisou 43 itens de arroz tipo 1 em pacotes de 1 kg, 2 kg e 5 kg, distribuídos por 11 estabelecimentos da cidade. A maior variação de preço encontrada foi de 83%.

Segundo o levantamento do Procon Municipal, o preço mais alto encontrado foi de R$43,90 para o Arroz Tio João, enquanto o menor preço foi de R$23,90 para o Arroz Dona Ana, ambos em pacotes de 5 kg. A variação de preços reflete as diferenças de marcas, especificidades e características dos produtos.

Em relação as diferenças por peso, ao comparar o mesmo produto, a maior variação observada foi de 37% no arroz Tio João de 1 kg, com preços variando entre R$10,69 e R$7,79.

Para pacotes de 5 kg, a maior variação encontrada foi de 22% também no Tio João, com preços entre R$43,90 e R$35,95. Os consumidores interessados em conferir a planilha completa dos preços podem acessar este link.

Produção -  Rio Grande do Sul é responsável por 70% da produção nacional de arroz e, conforme informações do Governo Federal, 85% da safra já foi colhida. O Procon Municipal alertou que a possível escassez do produto pode ser provocada pela estocagem desnecessária pelos consumidores.

O órgão também pontua que continuará monitorando os preços periodicamente para proteger os consumidores de possíveis abusos. Denúncias podem ser feitas pelo telefone 156, opção 2.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias