ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 24º

Economia

Com alta de 26%, Campo Grande tem 8ª cesta básica mais cara do País

Manteiga foi o item que apresentou maior alta, segund o Dieese

Por Gabriel Neris | 08/06/2021 10:33
Consumidores fazem compras em supermercado da Capital (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)
Consumidores fazem compras em supermercado da Capital (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)

O custo da cesta básica apresentou alta de 26,28% no período de um ano, levando Campo Grande a ter o oitavo maior preço do produto entre as capitais brasileiras. O valor médio do mês de maio R$ 575,01.

De acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), a Capital apresentou redução de 1,92% em maio, em comparação com abril, e queda de 0,25% se levar em consideração somente os números deste ano.

O item que apresentou que maior alta foi a manteiga, de 4,11%, com preço médio de R$ 10,21 a cada 200 gramas do produto. Também apresentaram alta o óleo de soja (3,33%), o açúcar cristal (1,44%), a farinha de trigo (0,59%), o café em pó (0,10%) e a carne bovina (0,08%).

A queda mais expressiva foi registrada no preço da banana, de 11,73%, com preço médio do quilo a R$ 6,69. Também houve redução nos valores do tomate (7,14%), batata (6,98%), pão francês (1,99%), arroz (1,72%), leite de caixinha (1,09%) e feijão carioquinha (1,03%).

A pesquisa aponta que a jornada de trabalho necessária para comprar a cesta completa foi de 115 horas em maio. O valor da cesta representa 56,51% do salário-mínimo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário