A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 18 de Novembro de 2018

10/01/2018 17:36

Com chuvas, especialistas preveem trimestre de bandeira verde nas contas

Volume de chuvas acima da média ajuda a elevar níveis dos reservatórios das hidrelétricas, reduzindo o custo da eletricidade para o consumidor final

Humberto Marques
Usina de Jupiá, na divisa entre Mato Grosso do Sul e São Paulo; nível de reservatórios começa a subir com chuvas. (Foto: Arquivo)Usina de Jupiá, na divisa entre Mato Grosso do Sul e São Paulo; nível de reservatórios começa a subir com chuvas. (Foto: Arquivo)

O grande volume de chuvas que atingiu vários Estados brasileiros no início deste ano levou especialistas em energia elétrica a apontarem a possibilidade de uma recuperação mais rápida nos reservatórios das hidrelétricas, o que terá impacto no preço da eletricidade. A previsão é de que as contas de luz sigam com a bandeira tarifária verde durante o primeiro trimestre.

A bandeira verde indica condições favoráveis na geração de energia, não representando custos adicionais para os consumidores. No fim de 2017, o país esteve sob a bandeira vermelha, que eleva o custo da energia em R$ 5 a cada 100 kw/h (quilowatts/hora) consumidos.

A conta mais cara era resultado das perspectivas de um início de 2018 com poucas chuvas. "Acredito fortemente que janeiro, fevereiro e março terão bandeira verde, ainda mais se continuarem essas afluências", afirmou o diretor comercial da Energética Comercializadora, Laudenir Pegorini.

Erik Azevedo, da FDR Energia, também espera bandeira verde nos próximos meses. "Para sair disso, teria de mudar completamente o cenário hidrográfico", relatou à Reuters.

Além da bandeira vermelha, o consumidor paga mais caro nas bandeiras amarelas. Na verde, definida pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) para janeiro, não há cobrança extra.

Alta – As chuvas têm sido generosas nas regiões Sul, onde já representam neste mês 151% da média histórica para janeiro, e Sudeste (alta de 101%). No Nordeste, houve recuperação para 50% da média histórica, contra níveis de até 30% no ano passado.

Como resultado, os reservatórios das hidrelétricas brasileiras devem fechar o mês com 34% da capacidade de armazenamento. No início do mês, operavam em média com 24% da capacidade.

Em janeiro de 2017, os reservatórios a capacidade média foi de quase 38%. No ano passado, a bandeira permaneceu verde até fevereiro, sendo definida na amarela em março.

Brasil chega a marca de 1 GW de potência gerada por energia solar fotovoltaica
O Brasil alcançou a marca histórica de 1 gigawatt (GW) de potência instalada em usinas de fonte solar fotovoltaica conectadas à matriz elétrica nacio...
Saiba as vantagens e riscos de aderir à tarifa branca de energia
Em vigor desde o dia 1º de janeiro, a tarifa branca pode representar uma economia na conta de luz para os consumidores disciplinados e atentos aos ho...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions