A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/10/2017 17:19

Com três meses de saldos negativos, criação de empregos cai pela metade

Em julho, foram fechados 199 vagas, com baixo desempenho da construção

Osvaldo Júnior
Construção civil apresentou o menor saldo entre os setores do Estado (Foto: Marcos Hermínio)Construção civil apresentou o menor saldo entre os setores do Estado (Foto: Marcos Hermínio)

Depois de início de ano com saldos positivos, o mercado de trabalho de Mato Grosso do Sul já completa o terceiro mês com volume de demissões acima ao das contratações. De acordo com o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgado na tarde desta quinta-feira (19) pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), foram fechados 199 empregos com carteira assinada no Estado em setembro.

Desde julho, o saldo negativo acumulado é de 2.492 postos de trabalho. Com isso, o volume de empregos criados neste ano é 51% inferior ao de igual período de 2016. 

As empresas de Mato Grosso do Sul contrataram, no mês passado, 18.346 trabalhadores e demitiram 18.545, resultando no saldo de -199 empregos. Em setembro de 2016, foram criadas 1.368 novas vagas.

Os setores que apresentaram os piores desempenhos foram o da construção civil (-562 empregos), da agropecuária (-269) e do comércio (-71). Os demais apresentaram os seguintes saldos: administração pública (-3), extrativista mineral (7), serviços industriais de utilidade pública (4), serviços (356) e indústria da transformação (366).

Neste ano, o Estado apresentou sequência de saldos positivos. No entanto, essa trajetória de altas foi quebrada em julho (-1.827 empregos). No mês seguinte, houve as demissões superaram as admissões em 466 vagas. Com isso, foram fechados, em três meses, 2.492 empregos formais em Mato Grosso do Sul.

O desaquecimento dos últimos meses fez com que o saldo acumulado neste ano recuasse para menos da metade. De janeiro a setembro de 2017, foram criados 3.241 empregos com carteira assinada no Estado, 51% a menos que os 6.700 gerados em iguais meses do ano passado.

Em 12 meses (encerrados em setembro), as empresas de Mato Grosso do Sul fecharam 5.890 postos de trabalho. No mesmo período (fechado em setembro de 2016), o acumulado foi de -2.496 vagas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions