ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 24º

Economia

Em 1 ano, trabalhador de MS conseguiu melhorar renda em "duzentão"

Apesar do ganho real dos empregados, 134 mil sul-mato-grossense viviam com R$ 303 por mês em 2022

Por Anahi Zurutuza | 06/12/2023 17:49
Mulher segura a carteira de trabalho em fila por emprego na Capital (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Mulher segura a carteira de trabalho em fila por emprego na Capital (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

Em um ano, o trabalhador sul-mato-grossense conseguiu incrementar o salário em cerca de R$ 200. O rendimento médio da população ocupada no trabalho variou de R$ 2.711 mensais, em 2021, para R$ 2.934, em 2022, conforme divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na Síntese de Indicadores Sociais, nesta quarta-feira (6).

O aumento é de 8,22% pouco mais do acumulado da inflação entre 2021 e 2022, que foi de 5,8% conforme o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

Conforme a análise, que tomou como base dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), por exemplo, a população de Mato Grosso do Sul tem o 5º maior rendimento médio do Brasil. A maior renda média está em Brasília, onde trabalhadores recebem perto de R$ 4.266, enquanto a menor é a da Bahia, onde um empregado ganha em média R$ 1.633.

O desempenho nacional entre 2021 e 2022 foi de queda na renda, de R$ 2.637 para R$ 2.582.

Em Mato Grosso do Sul, 134 mil pessoas – cerca de 4% da população – sobreviviam com renda per capta de um quarto de salário-mínimo mensais – R$ 303 – em 2022, enquanto cerca de 517 mil tinham até R$ 606 para as despesas do mês.

Nos siga no Google Notícias