A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Junho de 2017

14/02/2017 13:29

Em um ano, 1.837 lojas do varejo fecham as portas no Estado

Renata Volpe Haddad
Em 2016, 1.837 lojas do varejo em MS fecharam as portas. (Foto: Fernando Antunes)Em 2016, 1.837 lojas do varejo em MS fecharam as portas. (Foto: Fernando Antunes)

A crise econômica e o crédito mais caro impulsionou crescimento de 55% no número de fechamentos de lojas do varejo em Mato Grosso do Sul, em um ano, conforme apurado pela CNC (Confederação Nacional de Comércios de Bens, Serviços e Turismo).

No ano passado, 1.837 lojas fecharam as portas, sendo que em 2015, esse número foi de 1.185 pontos de vendas que tinham vínculo empregatício, que faliram. No Brasil, houve fechamento líquido de 108,7 mil lojas no ano passado, sendo o pior resultado desde 2005.

O que explica esses dados, segundo a CNC, é a falta de dinamismo no mercado de trabalho e o crédito mais caro e restrito que, por sua vez, justificaram a necessidade de ajuste de custos por parte das empresas do setor, em especial nos seus quadros de funcionários.

Os grupos que mais sentiram essa crise, foram o de pequenas empresas, sendo fechadas 39,6 mil lojas e micro empresas, que teve fechamento de 32,7 mil pontos de vendas, no ano passado, no país. Em 2015, as micro e pequenas lojas do varejo respondiam por 98,6% dos pontos de venda do varejo nacional e empregavam 76,5% da força de trabalho do setor.

Em relação ao segmentos, lideraram os encerramentos os ramos de hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, que fechou 34,8 mil pontos, lojas de vestuário, calçados e acessórios, que perdeu 20,6 mil lojas, materiais de construção, que perdeu 11,5 mil pontos e lojas de artigos de uso pessoal e doméstico tais como eletroeletrônicos, joalherias, óticas e utilidades domésticas, que perdeu 10,5 mil lojas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions