ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  09    CAMPO GRANDE 13º

Economia

Em um mês, queijo mussarela fica quase 20% mais caro no Estado

Preço do leite tem crescido e impactado diretamente nos derivados; no varejo, quilo chega a R$ 65,99

Por Guilherme Correia e Bruna Marques | 04/07/2022 11:38
Embalagens de queijo mussarela, em mercado na Capital; preço ao produtor subiu cerca de 18%. (Foto: Henrique Kawaminami)
Embalagens de queijo mussarela, em mercado na Capital; preço ao produtor subiu cerca de 18%. (Foto: Henrique Kawaminami)

Em um mês, o quilo da mussarela ficou 18,6% mais caro em Mato Grosso do Sul. O índice do preço deste produto cobrado ao produtor foi divulgado no início de julho pela Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda) e Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

Na comparação com maio, o valor médio passou de R$ 28,98 para R$ 34,38. No mesmo período, outros produtos da cesta de laticínios também tiveram crescimento.

O leite spot passou de R$ 2,90 para R$ 3,67 - ou seja, uma variação de 26,6%. Já o pasteurizado passou de R$ 2,63 para R$ 2,86 (variação de 8,75%) e o UHT foi de R$ 4,46 para R$ 5,11 (variação de 14,4%).

A publicação traz os preços de referência dos principais produtos lácteos comercializados no Mato Grosso do Sul, a partir dos preços pagos às indústrias locais.

Aumento - O leite comprado dos produtores está cada vez mais caro, cerca de 14,5% desde o começo do ano, conforme o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) da USP (Universidade de São Paulo). O órgão aponta que há chance de novo aumento, para junho, podendo avançar cerca de 5% na Média Brasil líquida.

Desta forma, os reflexos no varejo do produto e de derivados já são visíveis. Neste domingo (3), o litro era comercializado a mais de R$ 7 em ao menos um supermercado em Campo Grande.

Segundo o Cepea, a valorização do insumo ocorre por conta de redução na oferta. Além disso, a menor produção de leite está atrelada ao avanço do período de entressafra da produção, que ocorre sazonalmente entre o outono e o inverno - isto é, quando o clima mais seco prejudica a disponibilidade e a qualidade das pastagens.

Varejo - No domingo (4), a reportagem do Campo Grande News foi até alguns mercados na Capital para verificar o preço do queijo cobrado no varejo e o quilo do produto foi encontrado de R$ 48,90 R$ 65,99.

MarcaPreçoMercado
PiracanjubaR$ 65,99Comper Mascarenhas de Moraes
ImbaúbaR$ 59,97Comper Mascarenhas de Moraes
ImbaúbaR$ 63,26Assaí Cônsul Assaf Trad
PiracanjubaR$ 57,93Assaí Cônsul Assaf Trad
PiracanjubaR$ 55,80Fort Coronel Antonino
BurityR$ 48,90Fort Coronel Antonino

(*) Colaborou Bruna Marques.

Nos siga no Google Notícias