A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 26 de Maio de 2018

26/05/2008 07:11

Governo de MS vai na contramão e aumenta imposto do pão

Redação

Na contramão do governo federal, que isentou de impostos a farinha de trigo e venda do pão para que o produto fique mais barato ao consumidor, o governo de Mato Grosso do Sul está aumentando a pauta fiscal da pré-mistura de trigo para pães, conforme portaria da Secretaria de Fazenda publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial do Estado.

A pauta fiscal é o valor usado como referência para a cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e a partir de quarta-feira, dia 28, estará ajustada em 15%.

O saco de 25 quilos de pré-mistura para pães ficou fixado em R$ 48,30 nas operações internas, contra R$ 42,00 na pauta fixada em março último. O presidente do Sindipan (Sindicato da Indústria de Panificação de Mato Grosso do Sul), Raul Alves Barbosa, afirma que este valor está fora da realidade. Hoje, segundo ele, o saco de pré-mistura é comprado no máximo a R$ 44,00.

Quanto à farinha, nas operações interestaduais, o saco de trigo ficou cotado a R$ 110,00, contra R$ 103,00, de abril. Porém, segundo Barbosa, hoje o saco é negociado a R$ 97,00.

Raul critica o reajuste e diz que além da isenção do Pis e Cofins não refletir em queda no preço do pão, o aumento da pauta fiscal deve resultar em novas altas. Para ele, somente a safra argentina e conseqüente redução do preço do trigo é que poderia trazer alguma redução de preço ao consumidor.

Em alta

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions