A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/12/2009 17:43

Industriais se reúnem com governador na segunda-feira

Redação

O governador André Puccinelli (PMDB) terá reunião com industriais, as 9h da próxima segunda-feira (21), para discutir a prorrogação dos decretos que prevêem o uso de crédito presumido de ICMS ((Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços). O encontro será no prédio da governadoria, no Parque dos Poderes.

Participam da reunião, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, o presidente da Assembléia Legislativa, Jerson Domingos (PMDB), e industriais. O encontro estava pré-agendado para as 11 horas desta quinta-feira (17/12) na Governadoria, mas devido a problemas de agenda do governador teve de ser adiado para a próxima semana.

Os decretos que prevêem o uso de crédito presumido de ICMS para diversos segmentos do setor industrial vencem no próximo dia 31 de dezembro e o fim desse benefício fiscal prejudica as indústrias, afeta a produção e, consequentemente, a geração de empregos.

"O governo está disposto a reeditar os decretos, mas queremos ampliar as discussões para aumentar a competitividade das nossas indústrias e discutir a situação de cada setor para contribuir com o crescimento delas e desenvolvimento do Estado", declarou Sérgio Longen.

Ele também destaca a relevância de levar para dentro da Assembléia Legislativa as discussões em torno de uma proposta de Reforma Tributária. "Precisamos rever alguns pontos para termos em Mato Grosso do Sul indústrias capazes de concorrer com o mercado nacional e internacional, por isso a importância de buscarmos o apoio desta Casa", disse durante reunião realizada no início desta semana com os deputados.

O presidente da Assembléia Legislativa, Jerson Domingos disse que a conversa com o governador pode convencê-lo da importância da reedição dos decretos para o setor produtivo do Estado.

Para o deputado Paulo Corrêa (PR), a reunião com André Puccinelli será decisiva para o setor industrial. "Nossa missão é não deixar os decretos vencerem e isso deve ser resolvido já nesta reunião com o nosso governador", previu.

Os decretos que estão próximos a expirar beneficiam a produção cerâmica, gás natural, óleo de soja, feijão, arroz, café, erva-mate, leite e derivados, água, derivados de peixe, farinha de trigo, entre outros.

Com informações da Assessoria

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions