A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

21/02/2016 09:08

Mesmo com juros de 3%, procura por consignado cresce em tempo de crise

Renata Volpe Haddad

A taxa de juros do crédito consignado é uma das mais baixas do mercado, já que esse tipo de operação possui convênios que são firmados entre o banco e instituições públicas e privadas. Porém, quem tem dívidas, precisa ficar atento ao contratar o crédito nesse tempo de instabilidade. Os juros podem chegar até 3% ao mês. 

No banco Santander, são dois tipos de crédito consignado, um para quem depende do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social) com taxa de juros de 2,29%. Já no crédito consignado privado, os juros variam entre 1,70% a 3%, dependendo da negociação da empresa.

Conforme o superintendente executivo de crédito consignado do Santander, Eduardo Jursevic, os clientes estão procurando este tipo de crédito mais do que nunca. "Nós inclusive indicamos mais o crédito consignado do que utilizar o cheque especial, por exemplo, onde a taxa de juros varia de 2,39% a 14,95%", alega.

Segundo Jursevic, a indicação para o crédito consignado deve-se ao fato de ser mais barato. "A capacidade dos clientes de pagar o rotativo é menor, tanto no INSS quanto no privado, pois o salário mínimo aumentou e isso aumenta o crédito, além de que o consignado alonga a dívida e as parcelas cabem no orçamento", avalia.

Na Caixa Econômica Federal, as taxas do crédito consignado são bem menores, a partir de 1,5% ao mês. Em Mato Grosso do Sul, 35 mil contratos foram firmados na contratação do crédito em 2015. O banco lembra que as prestações mensais são descontadas diretamente do salário e o valor não pode ser maior que 3​​0% do salário ou benefício mensal.

No Sicredi, a procura pelo consignado juntamente com o crédito pessoal são as duas maiores linhas do banco. A instituição não informa qual o valor da taxa de juros, pois variam para o servidor Público, Privado, Estadual e INSS, que são diferenciadas pelo prazo das operações. O principal público que utiliza este tipo de crédito é o servidor público e estadual e em 2015, a maioria das contratações foram renovações.

Para o economista Sérgio Bastos, o crédito consignado tem uma das taxas de juros mais baixas, pois as operações são diferentes de empréstimos. "Como o crédito é concedido para concursados, aposentados e pensionistas, o banco tem uma garantia e as taxas acabam sendo mais baixas", alega.

A recomendação para quem precisa de empréstimo é recorrer ao consignado. "Melhor o consignado do que o cheque especial que tem taxas altas de juros, mas ao contratar esse crédito, o cliente tem que saber que vai ter uma parcela extra, além dos compromissos que já tem", comenta.

FGTS e crédito consignado – é melhor não misturar
O debate sobre o uso do FGTS para garantir o crédito consignado, conforme vem demonstrando a intenção o Governo Federal, esconde uma série de riscos....
Governo estuda uso do Fundo de Garantia como garantia de empréstimo consignado
O governo estuda a possibilidade de o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ser usado como garantia para empréstimo consignado. A informação f...
Juros mais altos para crédito consignado: quais os cuidados?
Na quinta-feira (29), foi aprovado aumento das taxas de juros do crédito consignado de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Soc...
Governo aumenta taxa de juros máxima de crédito consignado de aposentados
Os aposentados e pensionistas da Previdência Social vão pagar mais caro por empréstimos consignados. O Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS)...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions