A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

05/11/2008 13:40

MMX paralisa parte de produção em MS, alertam carvoarias

Redação

Depois de anunciar investimentos de R$ 570 milhões na siderúrgica de Corumbá, a MMX reduziu temporariamente a produção do auto-forno número 2. As informações são do site Painel Florestal. A informação preocupa os produtores de carvão vegetal do Estado, que abastecem a MMX.

 

Recentemente, a empresa afirmou que não pretende deixar as operações em Corumbá. A possibilidade surgiu depois que o presidente do grupo EBX, ao qual a MMX pertence, Eike Batista, disse que as multas ambientais contra a empresa, estavam inviabilizando as atividades em Mato Grosso do Sul. A MMX foi multada em R$ 29,4 milhões por comprar carvão vegetal sem o Documento de Origem Florestal, fato que a administração nega.         

Segundo o site, há cerca de 40 mil toneladas de ferro gusa nos pátios da siderúrgica, situação que é agravada com o nível baixo do rio Paraguai, que torna mais lento o processo de escoamento da produção de ferro e de minério de ferro.  

Em entrevista ao Campo Grande News no fim do mês passado, o gerente geral de desenvolvimento sustentável da empresa, Vicente Cantini, disse que mesmo com a queda na atividade econômica, não haveria redução da produção. Isso porque a MMX trabalha com contratos de longo prazo

Segundo ele, os principais clientes da MMX estão na Ásia, onde a China é o grande comprador de ferro.  

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions