A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

17/03/2009 15:02

MS teve 2º melhor índice em arrecadação de ICMS no País

Redação

O Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) apresentou hoje estudo sobre os efeitos da crise econômica internacional no País, especificamente sobre a evolução na arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

O levantamento faz comparação entre o que foi recolhido entre janeiro e dezembro de 2007 e o mesmo período de 2008. A fonte é o Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária).

Mato Grosso do Sul é um dos 18 estados que não tiveram queda na arrecadação, pelo contrário. O Estado é o segundo com maior percentual positivo no ano passado, com acréscimo de 24,18% na receita de ICMS. No ano todo, foram arrecadados R$ 4.346.913,00, contra R$ 3.500.612,00 em 2007.

A evolução só fica atrás do estado do Amazonas, onde o aumento em percentual foi de 24,45%.

No início deste ano, o governo apresentou outros dados, apontadno arrecadação de 4.060.807.013,25, conforme mostra o Relatório Resumido da Execução Orçamentária, o que representa 19,59% a mais que os R$ 3.5 bi recolhidos de janeiro a dezembro de 2007.

Ainda segundo o governo, em 2008 foram recolhidos no mês de outubro R$ 370.148.013,67, contra R$ 304.136.560,39 em outubro do ano passado, aumento de 21%. Já em novembro a arrecadação totalizou R$ 369.748.181,63, neste caso aumento de 14% em relação aos R$ 322.616.137,57 arrecadados em novembro de 2007. No mês de dezembro mais um aumento expressivo na arrecadação, de 20,68%. De R$ 298.594.865,52 em 2007 passou a R$ 360.350.299,07 no ano passado.

No restante do País a queda começou a ser verificada em outubro do ano passado com redução na arrecadação de ICMS em nove estados. Em novembro o número negativo abrangeu doze no mês de dezembro foram dezesseis.

Na porta - Ontem o governador André Puccinelli anunciou que por conta da crise vai adiar o lançamento de obras, que teria previsto para este mês. A medida seria para evitar corte de salários ou no custeio.

Hoje, o líder do governo na Assembléia também divulgou que o repasse de R$ 12 milhões para as emendas parlamentares dos deputados estaduais foi adiado para abril ou maio. De acordo com o deputado Youssif Domingos (PMDB), a data para o repasse vai depender da evolução da receita do Estado, impactada pela crise econômica mundial.

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions