A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018

01/10/2017 15:53

Natural da Letônia, Elzinha faz sucesso em Três Lagoas com doces únicos

Em duas semanas, ela conseguiu dobrar a produção e já contratou

Osvaldo Júnior
Natural da Letônia, no nordeste europeu, Elzinha faz sucesso com doces em Três Lagoas (Foto: André Bittar)Natural da Letônia, no nordeste europeu, Elzinha faz sucesso com doces em Três Lagoas (Foto: André Bittar)

A receita para evitar o sabor indigesto da crise tem como ingredientes principais feeling empreendedor, profissionalização, planejamento, estratégias de marketing, atendimento e qualidade do produto. Temperos, alguns deles singulares, ajudam: boa dose de simpatia, sorriso, beleza, sotaque do nordeste europeu e talento sem medida.

Isso tudo foi preparado por meses em um recipiente que misturou a brasilidade empreendedora do três-lagoense Marcos Gomes Júnior, 28 anos, e o talento gastronômico da letônia Elza Rutemberger, 26, mais conhecida como Elzinha. Mesmo com as intempéries da economia, o casal conseguiu, em três semanas, dobrar a produção e iniciar contratações. 

Marcos e Elzinha, namorados e sócios no negócio (Foto: André Bittar)Marcos e Elzinha, namorados e sócios no negócio (Foto: André Bittar)

Elzinha e Marcos se conheceram em um bar de Wellington, capital da Nova Zelândia, um dos 14 países da Oceania. Os dois eram colegas de trabalho no local. Marcos estudava Comunicação e Marketing e Elzinha viajava pelo mundo, aprimorando o conhecimento em gastronomia. “Na Letônia e em outros países da Europa, a pessoa recebe visto de um ano para trabalhar fora. Fica três meses em cada lugar”, explicou Marcos, com assentimento de Elzinha.

Depois de deixar a Letônia, país cuja população de 2,3 milhões de habitantes é pouco menor que a de Mato Grosso do Sul (2,6 milhões), Elzinha aprofundou os estudos gastronômicos, dedicando-se à produção de doces. Ela tem 15 cursos, feitos no Brasil e em países da Europa.

Terminada a faculdade, Marcos retornou a Três Lagoas para ajudar os pais, empresários no setor de hotelaria. Elzinha também decidiu vir ao Brasil, com planos de iniciar negócio com doces. Os dois começaram a namorar em terras brasileiras, embora já sentissem atração mútua lá do outro lado do planeta.

Doces feitos por Elzinha (Foto: André Bittar)Doces feitos por Elzinha (Foto: André Bittar)

Sabor do crescimento – Elzinha está há um ano e meio em Três Lagoas e a loja, aberta em conjunto com Marcos, tem três semanas. Os conhecimentos de marketing e o tino empreendedor do namorado tornaram Elzinha conhecida nas redes sociais e prepararam o terreno (árido pela crise) para nascer bem o negócio e começar a dar os primeiros frutos.

No início do recente negócio, o casal trabalhava sozinho. Dias depois, Marcos e Elzinha precisaram contratar um ajudante. A produção passou da média de 200 para 400 unidades diárias. É praticamente o dia todo de trabalho e não é feito estoque.

“É importante focar o cliente, vender conceito, planejar, ter qualidade de atendimento e profissionalizar o produto”, lista Marcos. Tudo foi muito bem pensado. Há meses, Elzinha posta vídeos em sua página no Face, intitulada “Elzinha e o garfo” (clique aqui e confira).

Comunicativa, bonita, simpática e com certo charme no sotaque, Elzinha conquistou seguidores (leia-se “consumidores”) e, ao abrir a loja com o nome “Elzinha e o garfo”, a marca já era conhecida.

Elzinha e Marcos na pequena loja; na parede, alguns dos certificados dos cursos de gastronomia (Foto: André Bittar)Elzinha e Marcos na pequena loja; na parede, alguns dos certificados dos cursos de gastronomia (Foto: André Bittar)

Mas isso não bastava. O produto precisava ser de qualidade. E é. Marcos ofereceu à equipe de reportagem torteletes, com creme confeiteiro, fava tonka, chocolate branco e frutas vermelhas.

Depois do doce, cujo sabor não cabe nas palavras, foi possível entender o porquê de crescimento tão rápido da loja do casal. Tudo que Marcos e Elzinha explicaram para justificar o avanço do negócio em um contexto de crise ficou pequeno diante dos argumentos ditos pelo tortelete ao paladar.

Abaixo, um vídeo de Elzinha convidando, com alguns erros e tentativas no Português (que ela já domina bem) as pessoas a conhecerem sua loja. O vídeo foi gravado logo após a entrevista. Confira:

Governo deposita nesta quinta o antepenúltimo lote do Abono Salarial de 2016
O governo federal deposita amanhã (18) o antepenúltimo lote do Abono Salarial de 2016, pago a trabalhadores que receberam remuneração média ao longo ...
Febraban estuda ações para reduzir juros do cheque especial
A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) avalia medidas para reduzir os juros do cheque especial. Em nota publicada hoje (17), a entidade informou...
Gol celebra aniversário com muitas promoções
Para comemorar os seus 17 anos, a Gol Linhas Aéreas preparou uma ação especial nas redes sociais, o sorteio #FESTAGOL17ANOs, em sua página oficial no...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions