A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Outubro de 2017

16/10/2014 18:02

Olarte estuda reajustar IPTU em até 25% em 2015, afirma secretário

Priscilla Peres
Contribuintes podem esperar por reajuste acima da inflação e desconto maior. (Foto: Marcos Ermínio)Contribuintes podem esperar por reajuste acima da inflação e desconto maior. (Foto: Marcos Ermínio)

O valor do reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial e Urbano) de Campo Grande de 2015 ficará entre 10% e 25%, segundo o secretário de Planejamento e Finanças da Prefeitura, André Scaff. A prefeitura estuda três simulações de reajuste para decidir qual será o percentual de aumento.

A decisão que era para ser tomada nesta tarde foi adiada para segunda-feira (20), quando o prefeito Gilmar Olarte (PP) vai se reunir com a Câmara de Vereadores e sua equipe de Finanças para apresentar as simulações feitas e definir, em equipe, o percentual de aumento.

A decisão em conjunto com os vereadores é novidade. "Vamos apresentar as ideias aos vereadores, deixar eles a par do que está acontecendo. É uma atitude democraticamente correta", afirmou o secretário após reunião com o prefeito.

Segundo Scaff, além das perdas nos últimos três anos, considerando que não houve reajuste na base de cálculo, vão ser considerados o índice de inflação oficial do país, calculado pelo IBGE, e também o aumento dos custos da construção civil, também levantados pelo Instituto. Apesar disso, afirma que “o contribuinte não vai ter nenhuma surpresa ao receber o carnê”.

Desconto maior – Mesmo adiando a decisão de aumento, o projeto que prevê o reajuste e a antecipação do pagamento será entregue segunda-feira à Câmara. A antecipação do pagamento para dezembro, com descontos que podem chegar a 35%, para quem pagar a vista, como já havia informado o Campo Grande News. O imposto tradicionalmente vence em fevereiro.

O desconto será de 25% para todos os contribuintes que quitaram o IPTU em dezembro, 5% a mais que o usual, que é uma redução de 20%. Aqueles que estão em dia há 4 anos, podem aproveitar, ainda, um bônus de 10%, previsto em lei.

A antecipação foi a forma encontrada pela Prefeitura para tentar socorrer as finanças e assegurar o pagamento do décimo-terceiro salário e do reajuste previsto para os professores. As informações do secretário foram feitas na Câmara, onde ele está acompanhando o trâmite do pedido de empréstimos pelo Município.

Projeto que regulamenta incentivos no MS será assinado nesta segunda
O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sanciona nesta segunda-feira (23) o projeto de lei que regulamenta a criação do Fadefe (Fundo de Apoio ao Desen...
Anatel debate TAC da Oi em reunião extraordinária na segunda-feira
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vai se reunir na segunda-feira (23) para deliberar a respeito dos termos de Ajustamento de Conduta (T...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions