A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018

01/04/2015 09:36

Ovos de Páscoa estão mais baratos em Ponta Porã do que no Paraguai

Liana Feitosa
Procon constatou grande variação de preço. (Foto: Divulgação)Procon constatou grande variação de preço. (Foto: Divulgação)

O preço dos ovos de Páscoa estão mais atrativos no lado brasileiro da fronteira com o Paraguai, segundo a pesquisa do Procon (Coordenadoria de Defesa e Orientação do Consumidor). Segundo o superintendente, advogado Marcelo Corrêa, os valores, em Ponta Porã, estão mais baixos do que os praticados em Pedro Juan Caballero, país vizinho.

Para o superintendente, a união dos comerciantes brasileiros, promovida pela Acepp (Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã), é vantajosa, especialmente devido à variação do câmbio.

Diferenças - Ele ainda afirma que foi constatada grande variação de preços. O ovo Sonho de Valsa de 330 gramas, por exemplo, da marca Lacta, pode ser encontrado por preços que variam de R$ 39 a R$ 49,90. A mesma variação também foi encontrada em outros tamanhos de ovos e outras marcas, como Nestlé e Garoto.

“Os consumidores devem pesquisar antes de realizar suas compras para a páscoa, pois a opção mais barata dos itens foi encontrada no comércio de Ponta Porã", aconselha o advogado.

"A numeração apontada na embalagem dos ovos não tem relação com o peso do produto e, também, não é equivalente entre os fabricantes. Isso significa que, ao escolher, o consumidor deve observar o peso, qualidade e preço, pois o ovo número 15 de um fabricante geralmente tem peso diferente de outra marca”, orienta.

Cuidados - Ainda segundo o representante do Procon, outra questão que deve ser observada está relacionada aos ovos que contém brinquedos. “Várias marcas colocam como atrativos brinquedos plásticos e até de metal no interior dos ovos de chocolate. Esses ovos devem ser abertos sob a fiscalização de um adulto", afirma.

"Os brinquedos possuem classificação indicativa, que devem constar nas suas embalagens, como a faixa etária a qual o brinquedo é destinado, instruções de uso e de montagem. Esses objetos podem apresentar eventuais riscos à criança, por isso, os pais e responsáveis devem estar atentos a fim de que tais brinquedos não gerem acidentes quando engolidos pelas crianças”, finaliza.

Loja terá que pagar indenização por colocar nome de consumidor no SPC e Serasa
Os desembargadores da 5ª Câmara Cível negaram recurso da rede de varejo Casas Bahia contra sentença que a condenou ao pagamento de R$ 7 mil por danos...
Justiça condena empresa telefônica por bloquear linha de cliente
Os desembargadores da 3ª Câmara Cível negaram recurso da companhia telefônica Tim, condenada em primeiro grau a pagar R$ 8 mil a um morador de Três L...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions