A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

31/10/2017 09:50

Para abrir no feriado, comércio deve firmar acordo com funcionários antes

Renata Volpe Haddad
Diretoria da Fetracom se reuniu na sexta-feira e decidiu que se não houver negociação, funcionários não irão trabalhar no feriado. (Foto: Divulgação)Diretoria da Fetracom se reuniu na sexta-feira e decidiu que se não houver negociação, funcionários não irão trabalhar no feriado. (Foto: Divulgação)

Pode ser que o comércio de Campo Grande e interior de Mato Grosso do Sul não abra as portas durante o feriado de Finados, próximo dia 2 de novembro. Isso porque, os comerciantes precisam firmar acordo com a classe que representa os funcionários no Estado e negociar reajuste salarial e outras melhorias.

De acordo com a Fretacom (Federação dos Trabalhadores no Comércio e Serviços), a medida foi tomada para chamar a atenção dos comerciantes, que por intermédio de suas entidades ainda não discutiram as propostas encaminhadas há dois meses, para os sindicatos laborais.

Além de não negociar o trabalho nos feriados, os sindicalistas garantem que não vão negociar a abertura do comércio em horário especial de Natal, que normalmente começa em novembro.

A decisão foi tomada na sexta-feira (27), durante uma reunião em Campo Grande com todos os sindicatos de comerciários do Estado.

Segundo o presidente da Fetracom, Pedro Lima, propostas de reajustes salarial, foram encaminhadas aos comerciantes há quase dois meses. "Os comerciantes não se manifestaram e isso é um desrespeito, uma afronta ao trabalhador e à sua família que esperam ansiosos para saber o percentual de reajuste de seus salários", afirmou.

Lima, que também preside o Sindicato dos Comerciários de Dourados, disse que a legislação em vigor assegura que os empregados não estão obrigados a trabalharem em feriados e tão pouco fazer horas extras além de sua jornada normal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions