A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

24/08/2011 16:45

Pesquisa monstra endividamento maior das famílias em MS no mês de agosto

Marta Ferreira
Cartão de crédito, um dos vilóes do aumento do endividamento das famílias. (Foto: Reprodução)Cartão de crédito, um dos vilóes do aumento do endividamento das famílias. (Foto: Reprodução)

Aumentou em agosto o índice de famílias campo-grandenses endividadas com cheque pré-datado, cartões de crédito, carnês de lojas, empréstimos pessoal, prestações de carro e seguros, mostra a pesquisa da CNC (Confederação Nacional do Comércio e Bens, Serviços e Turismo). Em julho, 48% das famílias estavam endividadas, percentual que, em agosto passou a 52%.

Conforme os dados, sã 128.228 famílias endividadas neste mês de agosto, 8.856 a mais que em julho. Das que foram ouvidas, 26% disseram estar em dia com as contas e 8% afirmaram que não terão condições de pagar as dívidas.

“Em julho já percebemos uma pré-disposição maior do consumidor em comprar e o parcelamento, no cartão ou carnês é usado por boa parte dos consumidores”, avaliou o presidente da Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), Edison Ferreira de Araújo.

O cartão de crédito segue como a principal armadilha para os endividados, representando 74,8% têm compromissos. Outros 21,7% têm dívidas em carnês de lojas, 12,8% com crédito pessoal, 7,8% com financiamento de carro e 6,2% financiamento da casa.

A metade dos entrevistados disse que tem contas atrasadas e dentre os que têm contas em atraso 29,5% disseram que no próximo mês não terão condições de pagar as contas vencidas. Na maioria dos casos, 57,4%, as dívidas estão vencidas há mais de 90 dias.

De acordo com a pesquisa, o índice de comprometimento da renda é alto. Do total de entrevistados, 77,1% dizem que as parcelas consomem de 11% a 50% da renda familiar.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions