A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

16/01/2009 10:47

Presidente da Oi fez passagem rápida por Campo Grande

Redação

O presidente da empresa de telefonia Oi fez uma passagem rápida ontem por Campo Grande, para conhecer a sede da filial da Brasil Telecom no Estado.

Luiz Eduardo Falco chegou depois das 18 horas e seguiu do Aeroporto Internacional direto ao prédio administrativo da Brasil Telecom, na rua Tapajós, bairro Vila Ricca, onde conversou com diretores da regional sul-mato-grossenses.

Ainda na noite de ontem, ele embarcou. Não foi informado o destino de Falco, apenas que ele dará continuidade às visitas em filiais da Brasil Telecom.

Hoje a Oi atua em 17 estados brasileiros, nas regiões norte, nordeste e sudeste. Agora a empresa chega ao centro-oeste com a compra da Brasil Telecom, por R$ 5,3 bilhões.

A meta da empresa com a fusão conquistar ainda mais 110 milhões de clientes, em cinco anos, inclusive no exterior. Segundo a direção da Oi, o processo de integração com a Brasil Telecom estará concluído até o segundo semestre de 2010.

Com a compra, mudanças já foram anunciadas nos quadros de executivos e funcionários das duas empresas, mas o nome da Oi será preservado.

Já sobre os postos de trabalho, a operadora é obrigada a conservar os empregos da Brasil Telecom até 25 de abril de 2011, levando em conta o número de vagas antes do anúncio da operação.

Aos clientes, a informação é de que em julho vão sentir diferenças "positivas" nas contas.

Em seu site, a Oi informa que a compra da Brasil Telecom não vai alterar as regras para os clientes atuais: "seu número, sua conta e seus canais de atendimento continuarão os mesmos. Aos poucos, as empresas terão suas operações unificadas para trazer produtos novos, vantagens e melhorias no atendimento aos clientes". Quanto à conta e benefícios adquiridos, a operadora informa que eventuais alterações serão avisadas com antecedência.

Ainda segundo a operadora, também ficarão mantidos, por enquanto, os códigos 14 e 31 para ligações de longa distância.

Para atender condições impostas para que a fusão fosse autorizada, a Oi terá de criar um programa de distribuição gratuita de aparelhos usados e oferecer planos com tarifas mais baratas para esses clientes.

Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions