ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEXTA  05    CAMPO GRANDE 21º

Economia

Programa vai ampliar incentivos a empresas de pequeno a grande porte

Intenção é reduzir a cobrança de impostos, diminuir burocracia e gerar mais empregos

Por Leonardo Rocha | 27/11/2020 13:13
Prefeito Marquinhos Trad (PSD) durante lançamento de pacote de investimentos (Foto: Marcos Maluf)
Prefeito Marquinhos Trad (PSD) durante lançamento de pacote de investimentos (Foto: Marcos Maluf)

O novo Prodes (Programa de Incentivos para Desenvolvimento Econômico e Social) lançado pela prefeitura terá como missão atender empresas de pequeno, médio e grande porte, tanto de fora como de Campo Grande, com redução de burocracia e “democratização” do acesso aos benefícios fiscais.

O programa prevê isenção de 100% do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), redução de 5% para 2% do ISS (Imposto Sobre Serviços), além de 100% de isenção no ISS referente à construção do empreendimento e redução da cobrança de Cosip (Contribuição para Serviço de Iluminação Pública). Foi o que explicou o secretário municipal de Planejamento e Finanças, Pedro Pedrossian Neto.

“Nossa intenção é atrair mais empresas, para gerar empregos na cidade, com celeridade ao processo, democratizando o acesso ao benefício, que antes era direcionado mais para grandes empresas, muitas vezes de fora da cidade”, explicou.

Secretário municipal de Planejamento e Finanças, Pedro Pedrossian Neto, durante evento (Foto: Marcos Maluf)
Secretário municipal de Planejamento e Finanças, Pedro Pedrossian Neto, durante evento (Foto: Marcos Maluf)

Moderno - Pedrossian lembrou que o atual programa (Prodes), em vigor na cidade, gera muitas dificuldades para empresas terem acesso aos incentivos fiscais. “O modelo atual é anacrônico, burocrático, para se conseguir precisa até contratar consultor e demora mais de um ano para ser liberado”.

Ele garante que o novo modelo vai atender tanto o setor industrial, como o comercial e de serviços e que sua aprovação será automática. “Assim que for feita a assinatura, a empresa terá um prazo para cumprir as exigências, mas os benefícios (fiscais) já serão concedidos”.

Proposta – Pedrossian ressaltou que a proposta será enviada ainda este ano para Câmara Municipal, para ser votada pelos vereadores. “Será um projeto robusto e mais eficiente de todas as 27 capitais do Brasil, não terá outra cidade com porte de Campo Grande com incentivos tão pró-investimentos e empregos”.

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) afirmou que este novo Prodes quer "facilitar" os investimentos das empresas na cidade, concedendo benefícios fiscais, tendo como contrapartida a geração de empregos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário