A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

01/08/2015 10:45

Reinaldo cobra que distribuidoras também reduzam preço do óleo diesel

Antonio Marques e Priscila Peres, enviada especial a São Gabriel do Oeste
Governador Reinaldo Azambuja recebe placa de agradecimento de produtores em São Gabriel d'Oeste por ter reduzido a alíquota do óleo diesel (Foto: Marcos Ermínio)Governador Reinaldo Azambuja recebe placa de agradecimento de produtores em São Gabriel d'Oeste por ter reduzido a alíquota do óleo diesel (Foto: Marcos Ermínio)

Para tornar o Estado mais competitivo, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) declarou, nesta manhã, em São Gabriel do Oeste, que as distribuidoras devem baixar o preço do óleo diesel. Desde o dia 1º do mês passado, a alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) teve redução de 17% para 12% e os postos repassaram queda de R$ 0,15 no preço do litro ao consumidor. 

Com 45 minutos de atraso, o governador chegou a São Gabriel d'Oeste, localizado a 140 km da Capital, acompanhado do presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Junior Mochi (PMDB), os deputados estaduais Beto Pereira (PDT) e Rinaldo Modesto (PSDB), a deputada federal Tereza Cristina (PSB), e alguns secretários estaduais. Ele cumpre agenda no município até o início da tarde deste sábado, por conta da Festa do Leitão no Rolete.

Na chegada, Reinaldo Azambuja recebeu uma placa de agradecimento do Grupo São Gabriel, da Cooperativa Agrícola Mista de São Gabriel e do Sindicato Rural do município, por ter reduzido a alíquota do ICMS do óleo diesel, possibilitando a queda do preço do combustível em R$ 0,14 no local. “Estamos em momento diferente, o governador está aqui para agradecermos e não para pedirmos”, declarou o presidente do Sindicato Rural de São Gabriel d'Oeste, Júlio Bortolini, ao se referir à decisão do Executivo sobre a questão do diesel.

Bortolini ainda lembrou que já teria acendido a luz amarela no campo e que os produtores precisavam mesmo de auxílio e o “governador Reinaldo teria sido o único que atendeu o setor”. Junior Mochi se colocou à disposição dos produtores da região para ouvir as reivindicações. “Vamos atender tudo o que for possível”, afirmou o presidente da Assembleia Legislativa.

Já o governador admitiu que vai deixar de arrecadar imposto com a redução da alíquota, mas justificou que a medida é para tornar o Estado mais competitivo e “Mato Grosso do Sul poder disputar com outros estados e ganhar. Agora precisa haver consciência coletiva e as distribuidoras devem baixar o preço”, pediu ele.

Reinaldo ainda vai participar da inauguração de mais uma unidade da Cooperativa Central Aurora Alimentos – terceiro maior grupo agroindustrial brasileiro do setor de carnes – que vai apresentar ao governador sua presuntaria, resultado de um investimento de R$ 120 milhões feitos ao longo de 15 meses.

CCR MSVia vai apoiar operação da PRF para Festa do Leitão no Rolete
A operação especial da PRF (Polícia Rodoviária Federal), prevista para este final de semana, na BR-163, em razão da Festa do Leitão no Rolete, em São...
Prazo para regularizar débitos com fisco estadual vence na sexta-feira
Contribuintes que possuem débitos com o fisco estadual têm até sexta-feira (15) para aderirem ao Refis (Programa de Recuperação Fiscal) de Mato Gross...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions