A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

27/01/2014 17:20

Sem RDM, contribuinte reclama da falta de posto para pagar IPTU

Kleber Clajus
Contribuinte prefere resolver tudo em único lugar e aguarda retorno do imposto em obras (Foto: Kleber Clajus)Contribuinte prefere resolver tudo em único lugar e aguarda retorno do imposto em obras (Foto: Kleber Clajus)

Com a saída da empresa RDM - Recuperação de Créditos, o contribuinte reclama que não consegue mais resolver em um único local a emissão e pagamento do carnê do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), em Campo Grande. A empresa suspendeu os serviços em junho do ano passado, após levar calote de R$ 4,7 milhões.

Na esperança de resolver a emissão do carnê e pagar o imposto, o aposentado Edson Godoi, 51 anos, saiu do Jardim Imá até a Central do IPTU, na Rua Arthur Jorge, Bairro Jardim dos Estados. Contudo, só conseguiu mesmo emitir a guia de pagamento, para depois se dirigir a uma agência bancária ou lotérica.

“Perdi viagem. Estou regularizando o meu imóvel e estava acostumado em resolver tudo em um único lugar. Era uma facilidade a mais”, conta Edson que só percebeu o reajuste de 5,93% no imposto pago.

O comerciante José Alves, 61, também não ficou muito satisfeito com o novo mecanismo de pagamento. Isso porque o valor a que paga é superior a R$ 700, o que já restringe a utilização de lotéricas para quitar o IPTU.

Por outro lado, a professora Fátima Moreira, 51, considera vantagem à possibilidade de pagar no banco em que possui conta, mas questiona o valor pago.

“Senti bastante o reajuste. O IPTU já era caro para quem, como eu, mora em um apartamento no Jardim dos Estados. Este ano mesmo o imposto chega a R$ 3,4 mil”, analisa Fátima.

Quanto ao retorno do imposto pago em obras, o auxiliar de monitor Willian Cabrera, 24 , ainda não viu “benefício” em pagar R$ 300 em uma residência no Jardim Los Angeles.

“O lugar é afastado e falta de asfalto a iluminação. Não vejo benefício em pagar um valor alto para não ter muito retorno”, explica Willian.

Atendimento - O contribuinte que quiser questionar valores ou emitir a segunda via para pagamento do imposto pode se dirigir das 8h às 16h, até a Central do IPTU, na Rua Arthur Jorge, nº 500, ao lado da prefeitura.

Há também a opção de tirar dúvidas pelo telefone 156, que atende de segunda a sexta-feira das 7h30 às 20h, além dos sábados das 7h30 às 12h.



Aff, pra acabar neh, tem lotérica, bb mais, pagar no débito, pela internet, e a pessoa vem e diz que tem pouco lugar para pagar.
 
Giuliana Campagna Bertazzoni em 28/01/2014 08:11:38
è brincadeira!!!! lugar de pagar conta é o que não falta aqui em Campo Grande.
 
josé fagundes da silva em 28/01/2014 00:41:56
O povo gosta de ser extorquido. Que volte a RDM.
 
João Pedro em 27/01/2014 20:49:55
INCRIVEL! O povo tem eu reclamar de algo, acredito que o caminho é buscar a informação isso facilita tudo que é burocrático. Estamos acostumados a ter tudo nas mãos, que é social mesmo valeu;;;;;;;
 
Marcelo Rodrigues Marin em 27/01/2014 19:45:55
E se estiver com data vencida vai no site da prefeitura e emiti outro boleto com data do dia
tão facil não sei porque o povo complica affff
 
silvia maureti em 27/01/2014 19:00:03
Procede a informação do Marcos Pereira, sem falar que voce pode pagar em qualquer banco até o vencimento, não tem mais aquela encheção de saco de ter que pagar na prefeitura, voce pode pagar no caixa eletronico, no caixa dentro do banco ou pela internet, só não pode estar vencido, assim como qualquer outra conta. O POVO QUER MESMO É RECLAMAR DE ALGUMA COISA NÉ?
 
maximiliano nahas em 27/01/2014 17:58:09
Pela matéria, até parece que a tal RDM trabalhava de graça pra Prefeitura né????Porque não aproveita pra informar ao leitor que a tal guia pode ser emitida na internet, com a maior facilidade do mundo... A RDM era a maior ratazana de Campo Grande, embolsava 25% do imposto cobrado...faça-me o favor!
 
Marcos Pereira em 27/01/2014 17:45:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions