A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

15/03/2013 15:31

Servidores vão pedir a prefeito reajuste 6 vezes maior que a inflação

Índice de 30% para servidores do nível fundamental e médio é o mesmo do ano passado

Nícholas Vasconcelos
Servidores decidiram em assembleia por reajuste de 30% para 2013. (Foto: João Garrigó)Servidores decidiram em assembleia por reajuste de 30% para 2013. (Foto: João Garrigó)

Os servidores de Campo Grande pedem um reajuste linear de 30% nos salários para este ano, índice que corresponde seis vezes a inflação acumulada nos últimos 12 meses.

A decisão foi tomada em uma assembleia ontem à noite no Sisem (Sindicato dos Funcionários e Servidores de Campo Grande) e é valida para os funcionários com ensino fundamental e médio. Anteriormente, a categoria defendia um aumento acima de 9%, correção do salário mínimo.

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor) da universidade Anhanguera/Uniderp, a inflação no ano passado na cidade foi de 5,78%.

Segundo o presidente do Sisem, Marcos Tabosa, o índice pedido este ano é o mesmo que foi enviado para a Prefeitura de Campo Grande em 2012. O aumento concedido, no ano passado, pelo então prefeito Nelson Trad Filho (PMDB), foi de 14,3%, que eles esperam ser superado pelo prefeito Alcides Bernal (PP)

“Para o Bernal humanizar e valorizar o serviço público ele tem de dar acima de 14,3%”, disse.

A reunião de ontem também definiu o pedido de cartão alimentação no valor de R$ 200; adicionais de insalubridade, periculosidade e penosidade; 100% de aumento no Profuncionário; 100% de aumento na produtividade dos agentes comunitários de saúde; 14º salário para os agentes comunitários de recursos vindos do Ministério da Saúde.

Ficou decidido também o pedido de correção no valor dos plantões dos técnicos de enfermagem de 75% sobre o salário dos enfermeiros; 60% da produtividade para os trabalhadores da área de Saúde.

Os servidores confirmaram o pedido de jornada de seis horas diárias; plano de cargos e carreiras e antecipação da data base do mês de março para o mês de maio.

Nesta sexta-feira (15) será realizada outra assembleia, para definir o pedido de aumento dos servidores com ensino superior. A reunião será às 19h na sede do sindicato, na rua Otaviano de Souza, 58, bairro Monte Líbano.

Professores – Na semana passada, a ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública) protocolou pedido para que o piso da categoria seja de R$ 1.567 por 20 horas semanais.

O prefeito Alcides Bernal acionou o MPE (Ministério Público Estadual) para rever o reajuste de 22% concedido por Nelson Trad Filho (PMDB). No entanto, Bernal voltou atrás e desistiu de suspender o aumento.

 



Pode até ser justo o aumento, mas os servidores municipais pedirem 30% de uma vez só , só pode ser para tumultuar a administração que se inicia. Os servidores federais, depois de 05 anos sem aumento, tiveram só 5%!!!!!
 
MARCELLO MENDES em 16/03/2013 09:27:57
Chegou a hora de ver se realmente vai vim a tão sonhada valorização do funcionalismo publico municipal,espero q ele de ao menos uns 20% se acontecer estarei feliz....
 
Davi de J Lucas em 16/03/2013 07:19:26
Também fica difícil, o prefeito dá a mão e eles querem o braço.
 
Everton Luis em 15/03/2013 23:53:50
atoa não é né! esse povo votou no bernal agora tão querendo que ele faça por onde? são as pessoas querendo aumento!
 
samuel vosni em 15/03/2013 19:18:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions