ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, DOMINGO  03    CAMPO GRANDE 33º

Economia

Valor do IPVA para 2014 terá aumento de 2,6% a 5,26% no Estado

Mariana Lopes | 14/11/2013 17:08
Veículos vão pagar mais caro pelo tributo, mas correção será abaixo da inflação (Foto: Cleber Gellio)
Veículos vão pagar mais caro pelo tributo, mas correção será abaixo da inflação (Foto: Cleber Gellio)

Os valores do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) relativo ao exercício de 2014, para carros, caminhões e motos, terão reajuste de 2,53% a 5,26%. Esta é, pelo menos para os carros populares e básicos, de acordo com a tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), divulgada na quinta-feira (14), no Diário Oficial do Estado.

O valor IPVA do Fiat Siena 1.0, que este ano foi avaliado em R$ 24.207, deve custar R$ 605,17. O que significa um aumento de 2.61% em relação ao valor de 2012.

O HB20 1.0, da Hyundai, foi o que registrou menor aumento do imposto, de 2.53%. O IPVA relativo a 2012 girou em torno de R$ 733,52, e o de 2013 deve custar, em média, R$ 752,15.

O IPVA do Ford Fiesta 1.0 deve custar em torno de R$ 581,57, o que representa um aumento de 2,61% em relação ao imposto pago este ano, que foi de R$ 566,75. O veículo, que em 2012 foi avaliado em R$ 22.670, em 2013 subiu para R$ 23.263.

Entre os percentuais dos carros populares que mais subiram está o do Celta 1.0, da Chevrolet, que registra IPVA 5% mais caro para 2014. Avaliado em R$ 20.049 na tabela de 2012, o preço deste ano é de R$ 21.052. Ou seja, o imposto pago este ano foi de R$ 501,30 e no próximo deve girar em torno de R$ 526,50.

Mas ainda assim, o Novo Gol está no topo do ranking, com 5,26% de aumento. De R$ 491,90, o valor do IPVA vai para R$ 517,80. O valor estimado do carro referente a 2012 foi de R$ 19.676, e no referente a 2013 é de R$ 20.712.

Para quem pagar o IPVA em uma única parcela, tem até o dia 31 de janeiro de 2014, e ganha 10% de desconto no valor total do imposto. O contribuinte pode dividir a conta em até três parcelas, sendo o vencimento em 31 de janeiro, 28 de fevereiro, e 31 de março.

Na terça-feira, o governador André Puccinelli (PMDB) já tinha antecipado que o reajuste no tributo seria de abaixo da inflação, de 5,84%.

Nos siga no Google Notícias