A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

24/06/2010 16:13

Coleção conta história de MS em livros do século passado

Redação

Reedições originais de três livros publicados pela primeira vez no início do século XX e na década de 50, lançados nesta quinta-feira (24 de junho) no Museu de Arqueologia da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) resgatam parte da história do Estado.

Os livros fazem parte da segunda caixa da coleção "Documentos para a História de Mato Grosso do Sul". As obras, de grande valor científico e cultural, são consideradas raras pelo conteúdo apresentado, pela antiguidade e número de publicações existentes. Os livros serão encaminhados a bibliotecas públicas, escolas e universidades.

O primeiro volume, intitulado "Jesuítas e Bandeirantes no Itatim", de Jaime Cortesão, reúne documentos dos séculos XVII e XVIII sobre a bacia platina. A obra escrita por um historiador português, que trabalhava na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, apresenta fundamentos que levaram a configuração atual do território brasileiro. A primeira publicação aconteceu em 1951 e depois desta data não foi mais reeditada.

"Oeste de São Paulo, Sul de Mato-Grosso" é o título do segundo volume, de autoria de Miguel Arrojado Ribeiro Lisboa. O geólogo e pesquisador realizou estudos na região no final do século XIV e início do século XX para fundamentar projetos de implantação da rede ferroviária do Brasil Central. As pesquisas de Miguel Arrojado reforçam as potencialidades de ferro e manganês em Corumbá e calcário na Serra da Bodoquena. A edição original é de 1909, da qual restou apenas um exemplar.

O terceiro volume, escrito por Mário Monteiro de Almeida, tem como título "Episódios históricos da formação geográfica do Brasil". A obra apresenta uma visão panorâmica da história de Mato Grosso e foi escrita na década de 50. O autor era consultor jurídico do antigo estado de Mato Grosso e realizou o levantamento de documentos históricos referentes à origem territorial da região para solucionar pendências jurídicas da época.

"A coleção seleciona livros e documentos impressos que são de fundamental importância para a escrita da história de Mato Grosso do Sul sob um olhar sul-mato-grossense", explica o historiador e professor da UFMS, Gilson Rodolfo Martins, que integra a comissão de organizadores da coleção.

A primeira caixa foi lançada no final de maio e também contém três livros: "Anais do Descobrimento, Povoação e Conquista do Rio de La Plata", do espanhol Ruy Diaz de Guzman; "Oeste

Curso de instrutor de trânsito do Detran oferece 50 vagas na Capital
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) está com inscrições abertas para o curso de Formação de Instrutor de Trânsito e...
Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions