A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

12/10/2010 06:35

Dia da Criança tem festa e também preocupação com futuro

Redação

Música, balões coloridos, cama-elástica e teatro fizeram a alegria das crianças da aldeia Água Bonita, região Norte de Campo Grande. Mas enquanto os pequenos brincam, os mais velhos já se preocupam em como manter a tradição indígena entre meninos e meninas que nasceram na cidade.

A festa do Dia das Crianças, realizada no último sábado, foi iniciativa de um grupo de adolescentes indígenas que participam de um projeto do Ibiss/CO (Instituto Brasileiro de Inovações pró-Sociedade Saudável Centro Oeste).

"Muitos nascem na cidade. Os pais querem que as crianças façam faculdade, por exemplo, mas não acham que vale a pena ensinar a língua, manter a cultura", afirma Denize Modesto Vicente, de 18 anos.

Márcia Natasha Marques, de 12 anos, é uma das poucas que domina o terena. Ela explica que o português é mais falado na aldeia urbana, já o terena é a língua oficial na aldeia Cachoeirinha, em Miranda, onde mora seus parentes.

Sorridente, Márcia conta que gosta da liberdade do campo. "Nadar no açude com as primas". Na cidade, as diversão é jogar vôlei com as amigas. Márcia mora com os pais e mais quatro irmãos.

Com seu único filho nos braços, Vitorina Paulino, de 34 anos, conta que pretende repassar as tradições culturais para o menino de dois anos. "Vou ensinar tudo para ele".

Vitorina mora na Lagoa Bonita há dois anos, quando se mudou de uma aldeia de Aquidauana. "Aqui é melhor".

Líder da aldeia, Nito Nelson ressalta que o local carece de uma sala de aula onde as crianças pudessem aprender, além da língua, mais sobre sua história e tradição.

A Água Bonita tem quase 400 moradores, com cerca de cem crianças. A maioria dos moradores da etnia é terena, mas também há famílias guarani-caiuá.

Ele reclama do abandono. "Basta olhar ao redor". Em seguida, aponta para o local onde é realizada a festa. A oca, espaço destinado a festas e cursos, está com todos os vidros das janelas quebrados.

Abandono - Usuários de drogas retiraram parte de uma das janelas para ter acesso ao local. "Eles entram para beber e usar drogas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions