A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

24/04/2016 17:42

Após 0 a 0, Comercial vai à final e gol anulado revolta Corumbaense

Caroline Maldonado e Thiago de Souza
Torcida lotou estádio e animou partida (Foto: Thiago de Souza)Torcida lotou estádio e animou partida (Foto: Thiago de Souza)

Comercial e Corumbaense empataram em 0 a 0, na tarde desse domingo (24), no estádio Jaques da Luz, em Campo Grande. Com o resultado, o Colorado avança à final do Campeonato Estadual de Futebol. Agora, o time da Capital deve jogar com o vencedor da partida Operário e Sete de Dourados, que está prevista para o início desta noite.

No fim do jogo, teve revolta de jogadores do Corumbaense. Inconformados com um gol anulado, eles reclamaram com o árbitro e até a polícia surgiu para impedir agressões. A torcida do Corumbaense, sempre recordista, “invadiu” o estádio. Depois de viajar mais de 400 quilômetros, eles fizeram número semelhante ao da torcida da Capital.

O jogo foi bastante disputado desde seu início, com o Corumbaense no primeiro tempo apostando no contra-ataque. O lateral recebia a bola pela esquerda e chegava com perigo ao gol de Martins, do Comercial.

Aos 30 minutos, o camisa 11 do Corumbaense cobrou uma falta bem próxima ao gol, mas a bola bateu na barreira e saiu para a linha de fundo. O primeiro tempo encerrou com jogo muito disputado e o público de 1.860 torcedores.

No segundo tempo, houve uma expulsão aos 31 minutos. O camisa 10 do Corumbaense deu um carrinho perigoso no lateral direito do Comercial e teve que sair de campo. Nos instantes finais da partida, o jogo ficou mais emocionante, porque o Corumbaense precisava da vitória para se classificar e, por isso, pressionou mais no fim do jogo.

Aos 41 minutos, o time de Corumbá cobrou uma falta perigosa, porém o goleiro Martins fez uma bela defesa e evitou o que poderia classificar o time. O jogo seguiu acirrado e terminou com a classificação do Comercial, que precisava apenas do empate.

Gol anulado - Após o apito final do árbitro, começou um empurra-empurra entre jogadores reservas do Comercial e os do Corumbaense. O clima esquentou também para o árbitro, que foi cercado por jogadores e pelo técnico do time de Corumbá. A polícia teve que intervir para evitar agressões. Eles reclamaram, porque tiveram um gol anulado, pois o árbitro entendeu que o atacante do Corumbaense estava impedido.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions