A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 16 de Dezembro de 2018

26/06/2017 21:21

Avaí surpreende Botafogo no Rio, vence por 2 a 0 e deixa a lanterna

Estadão Conteúdo

Empolgada com a boa campanha do time no Campeonato Brasileiro, na Copa Libertadores e na Copa do Brasil, a torcida do Botafogo compareceu em bom número (quase 23 mil pessoas) ao estádio do Engenhão, no Rio, nesta segunda-feira, para acompanhar a partida contra o então lanterna Avaí, pela 10.ª rodada do Brasileirão.

A esperança de mais uma vitória e a subida ao terceiro lugar na tabela de classificação era enorme, mas tudo deu errado. O clube catarinense surpreendeu e com gols nos primeiros minutos, marcados um ex-botafoguense, venceu por 2 a 0.

O centroavante camaronês Joel, que jogou no Botafogo no início deste ano, foi cruel com seu ex-time. Marcou duas vezes, aos 5 e aos 16 minutos, e tirou o Avaí da lanterna do Brasileirão. Agora com oito pontos, o clube de Florianópolis subiu para a 19.ª colocação e deixou a última posição para o Atlético Goianiense, que tem seis.

Ao Botafogo só resta lamentar a oportunidade desperdiçada de assumir a terceira colocação. Com 15 pontos, o time carioca despencou para a sétima posição, atrás de Vasco (também 15 pontos e uma vitória a mais), Santos, Palmeiras (ambos com 16) e Flamengo (com 17). A liderança é do Corinthians com 26 pontos, quatro a mais que o Grêmio.

Na luta para deixar a zona de rebaixamento, o Avaí jogará em casa, no estádio da Ressacada, contra a Ponte Preta, no domingo, às 19 horas, pela 11.ª rodada. O Botafogo, em uma sequência difícil pela frente em três competições, jogará agora contra o Atlético Mineiro, nesta quinta-feira, às 19h30, em Belo Horizonte, pela rodada de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Depois terá Corinthians, em São Paulo, pelo Brasileirão, e Nacional, do Uruguai, pelas oitavas de final da Libertadores.

Em campo, o Avaí se segurou e mostrou competência no ataque para surpreender no Engenhão. Logo aos cinco minutos, Capa tocou para Juan na linha de fundo, que cruzou para trás. Pedro Castro pegou mal na bola e ela ficou com Joel, que chutou em cima de Igor Rabello. Para sorte do camaronês, a bola voltou e o chute teve um desvio em Victor Luis para tirar o goleiro paraguaio Gatito Fernández da jogada.

Pouco depois, aos oito minutos, nova frustração para o Botafogo. O meia argentino Montillo, voltando a jogar após se recuperar de lesão, sentiu fortes dores e teve de ser substituído por Guilherme. E para complicar de vez, o Avaí fez o segundo aos 15. Em novo contra-ataque, Capa partiu pela esquerda e cruzou. Pedro Castro ajeitou e Joel bateu com categoria no canto direito de Gatito Fernández.

A partir daí, só deu Botafogo. Só até o intervalo foram quatro oportunidades desperdiçadas. Ou o chute foi para fora ou a bola foi defendida pelo goleiro Douglas Friedrich, que voltou a ser titular no lugar de Maurício Kozlinski e fez uma grande atuação

Para o segundo tempo, o técnico Jair Ventura pediu mais tranquilidade aos botafoguenses na hora da finalização, mas estava difícil não perder a calma com as defesas de Douglas Friedrich. Até os 30 minutos, foram seis bolas defendidas, seja com mais facilidade ou com mais dificuldade, mas fazendo com que a paciência da torcida se esgotasse.

No contra-ataque, o Avaí quase marcou com Júnior Dutra, aos 35 minutos, quando a bola bateu no travessão. Esse momento de sorte do Botafogo foi curto mesmo. Nos instantes finais, nem mesmo um gol de honra o time carioca conseguiu. Aos 47, Guilherme cobrou falta na área e Douglas Friedrich fez linda defesa. A bola, então, sobrou para Leandrinho quase na pequena área, mas o zagueiro Betão conseguiu tirar em cima da linha. Na sequência, ela sobrou para Rodrigo Lindoso, que tocou de cabeça para Rodrigo Pimpão mandar uma bicicleta, que o goleiro do Avaí defendeu mais uma vez.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 x 2 AVAÍ

BOTAFOGO - Gatito Fernández, Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello (Pachu) e Victor Luis; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Camilo (Leandrinho) e Montillo (Guilherme); Rodrigo Pimpão e Roger. Técnico: Jair Ventura.

AVAÍ - Douglas Friedrich; Leandro Silva, Betão, Airton e Capa; Luan, Judson (Wellington Simião), Pedro Castro e Juan (Diego Tavares); Romulo e Joel (Júnior Dutra). Técnico: Claudinei Oliveira.

GOLS - Joel, aos 5 e aos 16 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Igor Rabello (Botafogo); Luan, Leandro Silva e Douglas Friedrich (Avaí).

ÁRBITRO - Caio Max Augusto Vieira (RN).

RENDA - R$ 353.360,00.

PÚBLICO - 20.396 pagantes (22.819 no total).

LOCAL - Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions