ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 24º

Esportes

Bicampeã paralímpica é recebida pela família em Três Lagoas com carreata

Silvânia veio direto de SP para o interior de MS; ela concederá coletiva após a carreata

Nyelder Rodrigues | 01/09/2021 09:36
Silvânia foi cercada por amigos e familiares na chegada, recebendo flores após o bicampeonato olímpico. (Foto: Perfil News)
Silvânia foi cercada por amigos e familiares na chegada, recebendo flores após o bicampeonato olímpico. (Foto: Perfil News)

A glória olímpica bateu duas vezes à porta da paratleta de Silvânia Costa e nas duas oportunidades, nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 e agora. em Tóquio 2020 (edição disputada em 2021 por causa da covid-19), ela abraçou e não deixou escapar.

Moradora de Três Lagoas, Silvânia desembarcou nesta manhã. na cidade - localizada a 338 km de Campo Grande - e foi recebida pela família no aeroporto, seguindo de lá para a sede do Corpo de Bombeiros, de onde vai partir em carreata.

"Ela chegou de Tóquio em São Paulo e de lá veio direto para Três Lagoas. Já está tudo pronto, o caminhão dos Bombeiros vai sair conosco em desfile pela cidade. A carreata é para comemorar essa conquista dela. Foi um sonho que conseguiu realizar. Ela deu a volta por cima", comenta a mãe da Silvânia, Maria Eunice.

Silvânia exibe a medalha de ouro conquistada no Japão durante o desfile em caminhão aberto. (Foto: Reprodução/Perfil News)
Silvânia exibe a medalha de ouro conquistada no Japão durante o desfile em caminhão aberto. (Foto: Reprodução/Perfil News)

Empolgada com a chegada da filha bicampeão olímpica, ela ainda revela que Silvânia pediu para que o máximo possível de pessoas a fosse receber, dentro dos limites de biossegurança por causa da pandemia. "Ela quer receber a todos, está bem feliz com a conquista e espera que agora haja mais apoio ainda", frisa.

Silvânia chegou por volta das 8h30, no aeroporto e de lá seguiu direto para a carreata e desfile no caminhão do Corpo de Bombeiros. A paratleta é saltadora e venceu ao alcançar 5 metros no salto em distância. Essa foi a sua melhor marca na temporada.

A prata ficou com a uzbeque Asila Mirzayorova, com 4,91 m, e o bronze com a ucraniana Yuliia Pavlenko, que atingiu 4,86 m. A outra brasileira na disputa, Lorena Spoladore, terminou na quarta posição ao saltar 4,77 m. A disputa aconteceu na classe T11, destinada para pessoas com deficiência visual.


Nos siga no Google Notícias